Carlos Sánchez inicia transição da fisioterapia para os campos no Santos

Carlos Sánchez voltou a trabalhar no campo nesta quarta-feira (Foto: Ivan Storti/Santos FC)


O meia Carlos Sánchez avançou para retornar aos jogos do Santos. Ele iniciou nesta quarta-feira (31) a transição com a fisioterapia do clube para o campo. O próximo passo é começar a transição física. Contra o Goiás, na próxima segunda-feira (5), ainda deve ficar de fora.

O uruguaio sofreu uma lesão na parte posterior na coxa esquerda e desfalcou o time do técnico Lisca no clássico contra o São Paulo, onde o Peixe venceu por 1 a 0, e no empate em 0 a 0 com com o Cuiabá, fora de casa, no domingo (28).

Sánchez tinha voltado a ganhar espaço na equipe titular do Peixe com o técnico Lisca. O uruguaio perdeu espaço com o ex-técnico Fabian Bustos. Ele acumulou uma sequência de jogos sem ao menos ficar no banco de reservas. Na vitória contra o vitória contra o Atlético-GO, no dia 10 de julho, sem o técnico argentino, ele retornou ao time titular.

O jogador, inclusive, esteve próximo de deixar o Peixe. Em entrevista à Rádio Sport 890, do Uruguai, o representante do atleta, Nelson Ferro, revelou a procura do Liverpool-URU e de outros clubes por Sánchez e afirmou que a tendência é a saída do jogador.

Mas, para evitar uma possível saída, sua esposa, Selene Farina, entrou em cena. Em postagem após o duelo contra o Coxa, Selene disse que não deixou Sánchez ir embora. Aos 37 anos, Sánchez é o maior artilheiro estrangeiro da história do Santos, com 32 gols. Ele fez 153 partidas com a camisa do clube desde a contratação, em 2018. Seu contrato vai até julho de 2023.