Carlos Belmonte explica dívidas do São Paulo, 'banca' Ceni e esclarece situação de Gabriel Neves

Belmonte demonstrou confiança em Rogério Ceni (Foto: Reprodução/ Youtube)


Carlos Belmonte, diretor de futebol do São Paulo, explicou sobre o pagamento de dívidas que o clube possuí com o elenco, esclareceu sobre uma possível renovação de contrato com Gabriel Neves e decretou que, por parte dele, Rogério Ceni não tem previsão de demissão.

Galeria
> Com Sul-Americana, São Paulo amplia recorde de time brasileiro finalista em torneios continentais

Tabela
> Veja tabela do Campeonato Brasileiro e simule os próximos jogos

Em entrevista ao jornalista André Hernan, o diretor explicou que o Tricolor paulista carrega dívidas relacionadas tanto a direito de imagens quanto a alguns atletas do elenco - citando como exemplo Luciano e Reinaldo. Isso também atrelado ao período da pandemia da Covid-19, onde foram cortados alguns gastos salariais de jogadores mais antigos. De acordo com suas palavras, os pagamentos estão previstos para acontecer ainda neste mês.

- Tem atrasos referentes a imagens. Imagens, hoje, temos dois meses em aberto. Teríamos que ter pago uma até o dia 31 de agosto e outra até o final do mês de julho. Faz dez dias que venceu a segunda. Faremos o pagamento ainda esse mês - explicou.

Após o empate do São Paulo por 1 a 1 com o Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro, Rogério Ceni revisitou este mesmo assunto durante sua coletiva de imprensa. Na ocasião, o técnico falou sobre a necessidade da equipe de cavar a vaga na Copa Sul-Americana, destacando que não se importa com atrasos salariais, dívidas de imagem ou algo do gênero, somente com sua história no clube.

- Eu tento fazer meu melhor todos os dias porque a minha vida foi aqui. Eu vivi tudo que você possa imaginar. Eu gosto desse clube, você acha que eu trabalho aqui pelo meu salário? Acha que estou preocupado com os meses que estão atrasados de imagem? Se não tivesse ganhado na quinta-feira eu iria embora porque eu quero ir embora, porque eu não sirvo mais - disse o treinador.

Mesmo com a fala polêmica do treinador, Belmonte cravou que Ceni não será demitido e que toda a comissão do Tricolor acredita no trabalho do treinador.

- Do nosso lado, é justamente o oposto disso. Nós já temos convicção de que o trabalho é muito bom, ou seja, o título da Sul-Americana é fundamental e importantíssimo para gente, mas ele não é balizador pro trabalho que está sendo feito aqui - manifestou o dirigente.

Nas últimas semanas, o São Paulo encaminhou a renovação de diversos nomes do elenco - como Arboleda, Luciano, Diego Costa - e também se prepara para receber quantias milionárias relacionadas a Antony e Casemiro - por conta do mecanismo de solidariedade da Fifa relacionado à negociação dos jogadores para o Manchester United. Belmonte também comentou sobre o assunto.

- Tem luvas da renovação de Arboleda, Léo... ou seja, o presidente esteve aqui na frente do elenco todo. Assim que o dinheiro da venda do Antony e do Casemiro cair, com a primeira parcela da venda, já vamos praticamente zerar a dívida. Se não zerar, vai ficar muito pouco em aberto. Isso já está combinado com os atletas. O presidente Julio Casares esteve aqui e deu sua palavra aos atletas. Temos certeza que até o final deste ano não teremos mais nada. Na metade de outubro teremos zerado as dívidas e bola pra frente, porque esse elenco merece muito e nunca fomos cobrados pelo elenco. Isso nos dá muito orgulho, porque eles também acreditam na gestão do presidente Julio. Os caras que estão aqui são muito comprometidos - explicou.

O dirigente revelou reuniões recentes envolvendo membros como Casares, Muricy e Rui Costa. Nesta discussão, foram abordadas questões relacionadas a estas dívidas que o São Paulo lida.

- Tivemos uma reunião. Julio Casares [presidente], Rui Costa [executivo de futebol], eu e Muricy Ramalho [coordenador técnico] com todo o elenco. Com a entrada do dinheiro das vendas de Antony e Casemiro, pretendemos quitar praticamente todas as dívidas com os atletas. Não só as dívidas referentes a direito de imagem, mas dívidas em aberto dos tempos de pandemia, que temos com Reinaldo, Luciano, por exemplo - completou.

Ainda em conversa com o jornalista, Belmonte falou sobre a situação de Gabriel Neves no Tricolor paulista. O volante uruguaio deve perder o restante da temporada por conta de uma lesão sofrida no ligamento colateral medial do joelho direito. Com contrato até o final deste ano, o dirigente sinalizou que pretende seguir com o jogador na equipe.

Gabriel Neves chegou ao São Paulo ainda sobre o comando de Hernán Crespo, como um empréstimo pelo Nacional-URU.

- O Gabriel se lesionou quinta-feira contra o Atlético-GO. Naquele dia fomos embora tarde do Morumbi. Ele veio aqui [CT] na sexta, fez o exame, deu a lesão que será tratada a princípio de forma convencional, deve ser uma recuperação de dez semanas. Na sexta-feira à noite mandei uma mensagem de whatsapp para o Gabriel dizendo que, se ele quisesse, a gente renovaria amanhã seu contrato - disse Belmonte.

- Temos convicção de que essa lesão é uma lesão que ele vai voltar, e estamos muito satisfeitos com seu desempenho dentro de campo e sua postura no elenco. É um jogador que a gente pretende comprar, temos isso decidido pela direção. Agora é discutir a forma de pagamento - completou.