Campeonato Brasileiro de Boxe contará com a participação de medalhistas olímpicos


A Confederação Brasileira de Boxe (CBBoxe) anunciou que este ano o Campeonato Brasileiro de Boxe Elite será realizado no Rio de Janeiro. Na primeira semana de julho, o Parque Olímpico do Rio de Janeiro, complexo esportivo e de lazer localizado no bairro da Barra da Tijuca, na zona oeste da cidade, será palco do 77º Campeonato Brasileiro de Boxe Elite masculino e do 20º Campeonato Brasileiro de Boxe Elite feminino. Já na segunda semana de julho, o complexo receberá o primeiro International Boxing Tournament - Grand Prix Brasil, que contará com boxeadores internacionais vindos do México, Argentina, Equador e Panamá. Já estão confirmados, tanto para o Brasileiro quanto para o GP internacional, atletas da seleção brasileira e medalhistas olímpicos.

“O Campeonato Brasileiro de Boxe já é uma tradição e sempre traz bons resultados para a nossa apreciação em termos de seleção. Além de fomentar o Boxe em cada região, pois as federações escrevem os seus atletas, ficamos na expectativa de encontrar novos talentos. Esse ano temos uma pequena diferença em relação aos anos anteriores. Geralmente a seleção brasileira está viajando quando realizamos o campeonato, mas este ano os atletas da seleção também estarão participando do campeonato. Teremos Beatriz Ferreira, Abner Teixeira, Keno Marley, entre outros que estão brilhando nas principais competições do circuito mundial”, confirmou Marcos Brito, presidente da CBBoxe.

Com 160 atletas inscritos, a expectativa para o Campeonato Brasileiro de Boxe deste ano é grande. O GP Internacional também é uma grande aposta da CBBoxe para entrar na agenda da International Boxe Association (IBA), que a partir do ano que vem vai lançar o World Boxe Tour, um circuito internacional que será realizado em diversos países.

“Esse evento significa colocar um pé na agenda internacional de competições. Não temos muito essa tradição de promover eventos no Brasil, mas queremos com isso fomentar o interesse do público e ter mais possibilidade de que o Boxe seja uma atração mais palatável. Queremos transformar o Boxe em um esporte que possa ser apreciado cotidianamente, nos campeonatos nacionais, estaduais e nos eventos extras. E acreditamos que trazendo atletas de fora, mostrando que o nosso Boxe é competitivo, a gente vai conseguir fazer com que o público tenha interesse em assistir o Boxe com mais frequência”, reforçou Brito.

Os evento organizados pela CBBoxe acontecem na duas primeiras semanas de julho no Rio de Janeiro (Foto: divulgação)
Os evento organizados pela CBBoxe acontecem na duas primeiras semanas de julho no Rio de Janeiro (Foto: divulgação)

Os evento organizados pela CBBoxe acontecem na duas primeiras semanas de julho no Rio de Janeiro (Foto: divulgação)

Confira abaixo a entrevista completa com o presidente da CBBoxe, onde ele fala sobre o Campeonato Brasileiro, sobre o International Boxing Tournament e fala sobre os planos para atrair competições internacionais para o Brasil.

Qual a expectativa da CBBoxe para o campeonato brasileiro masculino e feminino? Espera que apareçam novas promessas do Boxe brasileiro?

O Campeonato Brasileiro de Boxe já é uma tradição e sempre traz bons resultados para a nossa apreciação em termos de seleção. Além de fomentar o Boxe em cada região, pois as federações escrevem os seus atletas, ficamos na expectativa de encontrar novos talentos. Os bons boxeadores do Brasil não se limitam apenas a seleção. Se a gente pudesse colocar todo mundo na seleção, seria um prazer. Mas temos muitos atletas que não estão na seleção e que possuem uma excelente capacidade física, técnica e tática. Por isso, sempre esperamos um grande campeonato. Esse ano temos uma pequena diferença em relação aos anos anteriores. Geralmente a seleção brasileira está viajando quando realizamos o campeonato, mas este ano os atletas da seleção também estarão participando do campeonato. Teremos Beatriz Ferreira, Abner Teixeira, Keno Marley, entre outros que estão brilhando nas principais competições do circuito mundial. Eles vão participar do Brasileiro e do Grand Prix.

O Boxe está colhendo grandes resultados e o nível técnico aumentou muito no Brasil. O que vocês esperam ver em termos técnicos neste evento? O que o público pode esperar?

O público pode esperar lutas de alta qualidade. Desde o Everton Lopes, que foi o primeiro campeão Mundial de Boxe Olímpico, em 2011, o pugilismo brasileiro vem evoluindo muito em função desses resultados. Os mais jovens enxergam eles como exemplos. E isso não se reflete apenas aos boxeadores, se reflete também nos técnicos. O Boxe depende de evolução constante, seja na parte técnica ou tática. Há várias escolas de Boxe de estilos diferentes no mundo inteiro. Então, os técnicos brasileiros também começaram a perceber a necessidade de evoluir. Então, eles buscam cada vez mais se aprimorar. Quem for assistir o evento vai adorar o que será apresentado no Parque Olímpico do Rio de Janeiro.

Na semana seguinte teremos o primeiro International Boxing Tournament - Grand Prix Brasil. Como vai funcionar esse GP?

No GP internacional terão várias novidades. É uma fórmula que estamos experimentando, que não é muito utilizada nos torneios, que é o de pontos corridos. Funciona da seguinte maneira. Cada atleta vai lutar contra outros três da mesma categoria e vai sair vencedor aquele que somar mais pontos. Geralmente os torneios são eliminatórias simples, mas essa fórmula que estamos adotando neste GP é interessante quando você pensa em colocar o atleta com um ritmo maior de competição. Ele não luta apenas uma vez, com risco de sair do torneio. Ele continua lutando e pode melhorar o seu desempenho na luta seguinte.

Fizemos um chaveamento para que no último dia (domingo) aconteça uma final de fato. No último dia se enfrentarão os atletas que somaram mais pontos, o que vai acabar se tornando uma final. Mas nos outros dias, a busca pelas vitórias e pela soma de pontos vai ser fantástica. O público vai curtir muito. Buscamos na escola mexicana, na Argentina, no Equador e no Panamá atletas que não são bons apenas olimpicamente, mas que se destacam também no Boxe profissional. Estamos trazendo atletas de grande potencial para testar a capacidade dos nossos boxeadores. Então, as lutas serão extremamente disputadas do começo ao fim.

O que esse torneio representa para o Boxe brasileiro?

Esse evento significa colocar um pé na agenda internacional de competições. Não temos muito essa tradição de promover eventos no Brasil, mas queremos com isso fomentar o interesse do público e ter mais possibilidade de que o Boxe seja uma atração mais palatável. Queremos transformar o Boxe em um esporte que possa ser apreciado cotidianamente, nos campeonatos nacionais, estaduais e nos eventos extras. E acreditamos que trazendo atletas de fora, mostrando que o nosso Boxe é competitivo, a gente consegue fazer com que o público tenha interesse em assistir o Boxe com mais frequência. Começamos a conversar com a International Boxe Association (IBA) para sermos sede de uma das etapas da World Boxe Tour, um circuito internacional de Boxe que será criado a partir do ano que vem. Já estamos negociando e a possibilidade do Brasil ser uma das sedes da World Boxe Tour é bem grande.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos