Campeão mundial, Alison dos Santos mira novo ouro: 'Sou o cara a ser batido'

Brasileiro foi ouro nos 400m com barreiras no Mundial de Atletismo (Foto: AFP)


Após vencer a prova dos 400m com barreiras no Mundial de Atletismo, Alison dos Santos retornou ao Brasil com muita confiança. E isso ficou ainda mais claro nesta quinta-feira, quando o brasileiro concedeu entrevista coletiva na sede do Pinheiros e, no papo com os jornalistas, confirmou que é "o cara a ser batido" na prova.

- Sou o atual campeão mundial e ano que vem vai ter outro Campeonato Mundial. Vamos chegar lá sendo o antigo campeão, então serei o cara a ser batido. Todos os olhos vão estar voltados para a gente. Ser campeão mundial traz o holofote e chama a atenção, pelo resultado que fizemos, onde e contra quem fizemos - disse, antes de completar:

- Eu acho interessante essa pressão a mais. Sempre lidei bem com a pressão e sempre gostei de ser pressionado para competir, me ajudou a evoluir e a crescer meus resultados. Ser o cara que tem que ser batido me motiva cada vez mais para estar cada vez mais focado e treinar melhor para que eu consiga evoluir cada vez mais - analisou.

Ao vencer o ouro no Mundial de Eugene, nos Estados Unidos, Piu desbancou os dois homens mais rápidos da prova: o norueguês Karsten Warholm, atual campeão olímpico, e o americano Rai Benjamin. O objetivo, agora, é o recorde mundial nos 400m com barreiras.

O assunto foi, inclusive, tema logo após a conquista do ouro. Ainda nas pistas americanas, Alison revelou que já mira o recorde mundial da prova, que é Warholm, com 45.94 segundos. No Mundial, Piu atingiu 46.29 segundos e pretende melhorar ainda mais o tempo até as Olimpíadas de Paris.

- Estamos mostrando não só nos treinos, com a confiança, mas também nas pistas, com os resultados, que não é uma questão de ‘se’ vamos bater, mas sim ‘quando’ vamos ter a oportunidade de bater esse recorde. É um dos meus sonhos acabar minha carreira tendo quebrado o recorde mundial, tendo o meu nome como o melhor atleta da história. É algo que eu quero concretizar e eu sei que vou. Queremos chegar nos Jogos Olímpicos como bicampeão mundial e concretizar esse feito de bater o recorde mundial - concluiu.

A boa fase de Alison não deve parar por aí, que, no início de agosto, o brasileiro participará da Diamond League. A competição ainda terá mais duas etapas, em setembro e outubro, todas na Europa (Polônia, Bélgica e Suíça, respectivamente).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos