Campeão e campeã de Wimbledon receberão cerca de 2,5 milhões de dólares

Os organizadores do Torneio de Wimbledon, que começa em 27 de junho, anunciaram nesta quinta-feira que os vencedores do quadro masculino e feminino receberão cada um 2 milhões de libras (2,3 milhões de euros/2,45 milhões de dólares), um valor recorde.

O prêmio total do torneio atinge as 40,35 milhões de libras (47 milhões de euros/cerca de 51 milhões de dólares), o que representa um aumento de mais de 11% em relação ao ano passado, edição que decorreu com limitações de público em meio às medidas contra a covid-19.

Em 2020, o torneio foi cancelado e, em comparação com 2019, última edição 'normal' do Grand Slam na grama, o aumento na premiação é de 5,4%.

Após a retirada dos pontos ATP e WTA concedidos durante o torneio, decidida após a resolução dos organizadores de Wimbledon de excluir tenistas russos e bielorrussos devido à invasão da Ucrânia, alguns observadores pensaram que isso reduziria a quantia dos prêmios.

O finalista e a finalista receberão 1 milhão de libras (1,17 milhão de euros / 1,25 milhão de dólares) e uma derrota na primeira rodada dará como consolação 50.000 libras (58.500 euros / 62.700 dólares) ao perdedor e à perdedora.

"Desde a primeira rodada de classificação até o título, o elenco deste ano pretende refletir a importância que os jogadores atribuem a este torneio", disse Ian Hewitt, presidente do All England Lawn Tennis and Croquet Club (AELTC), organizador de Wimbledon.

As partidas da chave principal terão início no dia 27 de junho, com Novak Djokovic sendo o atual campeão na categoria masculina e a já aposentada Ashley Barty na categoria feminina.

jdg-hap/bde/iga/mcd/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos