Camisa usada por Michael Jordan em sua última temporada é vendida por US$ 10,1 milhões

A camisa usada por Michael Jordan nas finais da NBA de 1998 é vista em exibição na Califórnia antes de leilão. REUTERS/Nathan Frandino/Arquivo

(Reuters) - A camisa usada por Michael Jordan no jogo de abertura das finais da NBA de 1998 foi vendida por mais de 10 milhões de dólares em um leilão nesta quinta-feira, tornando-se a peça mais cara de relíquia esportiva usada em jogos da história.

O recorde anterior havia sido estabelecido no início deste ano na casa de leilóes Sotheby's, com a chamada camisa da "Mão de Deus", do lendário jogador argentino Diego Maradona, arrecadando impressionantes 9,3 milhões de dólares.

“Nas semanas desde que anunciamos o leilão, houve uma empolgação palpável, não apenas dos fãs de esportes, mas também de colecionadores que estão ansiosos para possuir uma peça rara da história”, disse Brahm Wachter, chefe de moda urbana e colecionáveis modernos da Sotheby's.

"Mais uma vez, o resultado recorde de hoje... solidifica Michael Jordan como o GOAT indiscutível, provando que seu nome e legado incomparável são tão relevantes quanto há quase 25 anos". Goat, em inglês, é a sigla para Greatest Of All Time (maior de todos os tempos).

Era esperado que a camisa de Jordan arrecadasse entre 3 e 5 milhões de dólares no leilão "INVICTUS" da Sotheby's, ofuscando os 3,7 milhões de dólares gastos em maio na camisa de Kobe Bryant, do Los Angeles Lakers, usada em seu ano de estreia - o recorde anterior para uma camisa de basquete em leilão.

A camisa da temporada conhecida como "Last Dance" - "A última dança", batizada assim em homenagem ao documentário da ESPN/Netflix de 2020 que narra Jordan e Chicago Bulls em sua busca para ganhar seu sexto campeonato da NBA em oito anos - atraiu um total de 20 lances.

(Reportagem de Shrivathsa Sridhar em Bengaluru)

((Tradução Redação São Paulo))

REUTERS PB