Cássio planeja fazer curso de treinador, mas ainda se enxerga em alto nível no Corinthians


No evento realizado pelo Corinthians na Neo Química Arena para celebrar os 112 anos do Timão, Cássio foi um dos jogadores homenageados pelo clube pelas conquistas em 2012, atendeu a imprensa e falou sobre seu futuro e planos após a aposentadoria.

GALERIA - Relembre 12 momentos marcantes na história do Timão

O atleta de 35 anos deixou claro que está em condições de estender sua carreira por pelo menos mais cinco temporadas, seja no Timão ou em outro clube, e analisou as adaptações que tem feito para seguir evoluindo como goleiro.

- Uma hora vai chegar, vou me aposentar, parar de jogar futebol. Penso em jogar até 40, 41 anos, não sei se vou ficar no Corinthians, não estou forçando nada. Me sinto bem para treinar me dedicar, cabeça bem aberta para evoluir. O futebol tem mudado, a função do goleiro tem mudado, jogar mais adiantado, jogar mais com o pé, saída de bola, tenho me dedicado para evoluir nesse sentido - iniciou o goleiro em entrevista com os jornalistas presentes no evento do clube alvinegro.

No momento de pendurar as chuteiras, Cássio não pensa em abandonar o futebol. O Gigante quer seguir no meio esportivo e planeja fazer cursos para ser treinador de futebol.

- Eu devo começar fazer curso de treinador da CBF. fazer outros cursos, mas preciso de um tempinho bom para fazer o maior número de cursos, aprender, evoluir em todos os sentidos, curso gestão. Mas acredito que vou trabalhar no meio do futebol, saber como funciona, talvez seja uma vantagem para o jogador - ponderou.

TABELA - Simule os jogos do Timão no Campeonato Brasileiro

CRÍTICAS E REAFIRMAÇÃO NO TIMÃO

Na última temporada, Cássio foi duramente criticado por parte da torcida por cometer alguns erros que atrapalharam o clube em momentos cruciais do ano.

Contudo, ele se recuperou e é um dos destaques da equipe em 2022, ano no qual alcançou marcas individuais históricas, como se tornar o segundo atleta a vestir mais vezes o manto alvinegro.

Ao ser questionado sobre a retomada de regularidade em 2022, o goleiro disse que sempre se manteve em paz, e não se deixou abalar com as críticas.

- Quando eu sou criticado e falam que eu não estou bem, eu não fico preocupado, vendo informação, e nesse momento onde as pessoas dizem que eu estou bem, eu não fico empolgado, procurando, vendo. Não sou vaidoso quanto a isso, sou bem pé no chão, bem tranquilo, talvez por isso eu esteja há 11 temporadas (no Corinthians). Sou bem tranquilo quanto a isso - comentou o goleiro, que reafirmou sua dedicação com o clube.

- Às vezes as coisas não acontece. Posso te garantir que nunca foi por falta de trabalho, empenho, isso eu sempre fui muito comprometido com a instituição Corinthians e o trabalho, primeiro. Sempre fui muito dedicado, mas as vezes não acontecem, com vocês também, não conseguem a entrevista que querem, não conseguem chegar nas pessoas que gostariam, mas isso faz parte do trabalho, mas eu levo numa boa - afirmou.

2012 ou 2022?

Cássio foi perguntado sobre seu momento individual em 2012, ano do título da Libertadores e Mundial de Clubes, em comparação a atual temporada.

- Acho que esse ano tem sido bem bom, bem regular. É que conta muito o fato de 2012 ter ganho dois títulos emblemáticos na história do Corinthians. Tenho que viver e tentar melhorar ano a ano. Esse ano tem sido bom, graças a Deus, mas tem muita coisa para viver pela frente, muitas partidas, jogos importantes. Manter concentrado na temporada para ajudar o time nos objetivos da temporada - concluiu Cássio.