Brasileiros fazem balanço da temporada da Liga Europeia de Futebol Americano

Fotos (Simon Braun e Marc Junge) - Montagem de fotos com Pollys Sacramento, Murilo Machado, Marcus Tuleba e Júnior Briele


Quatro brasileiros encerraram suas participações na temporada regular da Liga Europeia de Futebol Americano. Apesar dos seus times não terem se classificados para a pós-temporada, os atletas do país tupiniquim fizeram bonito e foram destaques dos seus times na ELF.

Os brasileiros foram tão bem que Marcus Tuleba, do Istanbull Rams (Turquia), Pollys Sacramento, do Leipzig Kings (Alemanha), e Murilo Machado, do Wrocław Panthers (Polônia), concorrem com outros 247 jogadores a um dos dois times de estrelas da EFL. Além disso, os três e mais Júnior Briele, do Cologne Centurions (Alemanha), foram convocados para a seleção Brasileira da modalidade, que vai buscar uma vaga na Copa do Mundo da Alemanha em um torneio classificatório no início do ano que vem.

O linha ofensiva Pollys Sacramento acredita que teve o melhor ano individualmente da carreira no futebol americano. O time do brasileiro terminou a competição com 4 vitórias em 12 jogos
“Essa temporada significou muito para mim. Coletivamente, falando não ocorreu como o planejado pelo time. Mas, individualmente, aprendi e evolui bastante em relação ao ano anterior. E acredito que foi a melhor temporada que já fiz jogando Futebol Americano”, afirmou.

Sobre a sua situação para 2023, Pollys Sacramento informou que ainda está negociando, mas reiterou a vontade de continuar no time alemão. “Meu desejo é de continuar no Leipzig Kings para a próxima temporada. Daqui a algumas semanas iremos saber se vai acontecer”, ressaltou.

O também linha ofensiva Murilo Machado enalteceu a competitividade da competição, mas lamentou o fato de o Wrocław Panthers ter sido eliminado na temporada regular.

“Foi uma temporada que mostrou uma evolução muito grande de todos os times. O campeonato ficou bem mais competitivo com a entrada de quatro novos times e imagino que aumentará ainda mais o nível da competição com outras quatro novas equipes entrando para disputar em 2023. Contudo, não conseguimos alcançar nosso objetivo, que era chegar até a final, porém, o jogo cobra os mínimos detalhes. Tivemos três jogos na mão e deixamos a oportunidade de finalizar e ganhá-los e, naquele momento do campeonato, iria fazer toda a diferença”, salientou.

Machado também destaca que o seu futuro está em aberto, mas ele continua atuando no Wrocław Panthers, como coach dos linhas ofensivas da equipe júnior do time.

“O meu futuro ainda está incerto para 2023. Ainda estou focado neste ano, a temporada não acabou totalmente no meu caso, pois estou ajudando o time de juniores como coach de OL. Além disso, meu foco é em continuar treinando e trabalhando nesta offseason para evoluir e trazer minha melhor versão para ano que vem”, completou.

Por sua vez, o linha defensiva Júnior Briele teve uma temporada um pouco mais atípica, com muita concorrência na posição. Mas o brasileiro destacou que aprendeu muito com os atletas contratados pelo Cologne Centurions.

“O balanço que faço que temos muito a evoluir na defesa. Entregamos um resultado abaixo do que podemos apresentar. Foi um ano que aprendi muito com o norte-americano Chris Richardson Junior. Após essa temporada estou satisfeito com a minha performance em campo e ainda mais feliz de abrir ainda mais caminhos para outros brasileiros na liga. 2023 promete mais brazucas na ELF e espero que isso realmente aconteça. Tuleba jogou muito esse ano apesar do balanço negativo do seu time, ele mostrou para o que veio”, afirmou o jogador que teve uma campanha de 3 vitórias em 12 jogos com a equipe alemã.

O também linha defensiva Marcus Tuleba teve grande desempenho individual em sua primeira temporada fora do Brasil. Na Liga Europeia de Futebol Americano, Tuleba disputou 11 partidas pelo Istanbul Rams e teve excelentes números: 33 tackles, 14 tackles for loss, 7 sacks além de forçar 5 fumbles.

Dos jogadores que encerraram a temporada na Europa, Tuleba foi o único até o momento a acertar o retorno ao futebol americano do Brasil até o final de 2022. O atleta voltou ao Galo FA e inclusive já fez sua estreia no último final de semana contra o Flamengo Imperadores.

“Eu já tinha um acordo para voltar ao clube. Então, foi só chegar ao Brasil e acertar alguns detalhes e ir para o jogo. Cheguei na sexta-feira (9/9), no sábado (10/9) acertamos tudo e no domingo (11/9) já fui para o jogo contra o Flamengo Imperadores”, afirmou.

Sobre a passagem no futebol internacional, o brasileiro diz que tem o interesse em voltar à Europa na próxima temporada e que está aberto a negociações. “Tive um ano muito bom pelo Istanbul Rams. Estou aberto a novas propostas e tenho certeza de que elas chegarão”, revelou.