Brasileiros estreiam na Liga Europeia de Futebol Americano

Divulgação


Evidenciando a qualidade do futebol americano do Brasil, a primeira rodada da Liga Europeia teve um confronto com equipes que possuem jogadores tupiniquins no elenco. No último sábado (4/6), o Cologne Centurions, da Alemanha, superou em casa o Instabul Rams, da Turquia, por 40 a 38, em partida bastante disputada.

A partida marcou a estreia do defensor Marcus “Tuleba” na equipe turca. Pelo time alemão, joga o defensive tackle Junior Briele, que tem vasta experiência no país europeu. Além disso, a equipe tem o coach de linebackers Gerson Santos em sua comissão técnica.

Em entrevista à Agência Valinor Conteúdo, Junior Briele e Gerson Santos enalteceram a difícil vitória do Cologne Centurions. Os dois também ressaltaram as dificuldades que o time alemão teve para estudar sobre a equipe turca antes do confronto.

“O jogo foi super apertado. A gente tinha pouco conhecimento do Instambul Rams, principalmente, de como eles iriam estar posicionados. Então, foi uma surpresa. A gente só tinha um vídeo de um treinamento deles, por isso não deu para planejar muita coisa”, afirmou Briele.

“A partida foi bastante competitiva e truncada do início ao fim. Como o time da Turquia é uma equipe nova, não tínhamos muito material para estudá-los. O nosso scouting foi baseado nos jogadores destaques e também nos coaches, o que eles fizeram nos times anteriores. Não tínhamos certeza do que eles iriam trazer e eles entraram muito bem no jogo. Mas no final, conseguimos nos impor pela experiência e deu tudo certo”, comentou Gerson Santos.

Apesar da derrota, Marcus “Tuleba” destacou que a sua estreia foi melhor do que ele imaginava.

“Individualmente falando, a estreia foi melhor do que esperava. Cheguei há cerca de uma semana, tive que aprender o playbook, treinar com os outros jogadores e as jogadas do time. Mas acredito que deixei a equipe muito feliz. No final, senti a galera bem comigo, uma sensação de ‘que bom que você está aqui, cara’. Só tenho a agradecer e espero continuar com esse trabalho de representar o Brasil”, comenta.

Futebol americano brasileiro pelo mundo
Ter jogadores e um coach brasileiro em times que disputam a maior competição da Europa, mostra a evolução do futebol americano praticado no Brasil. Os três profissionais falam sobre a importância deste intercâmbio para o desenvolvimento do esporte no país verde e amarelo.

“A exportação de jogadores de futebol americano do Brasil é maravilhosa. Moro aqui na Alemanha há sete anos e ano passado com o surgimento da Liga Europeia de Futebol Americano tive a oportunidade de jogar no time de Colônia (cidade alemã). Isso mostra que a Liga está olhando mais para os brasileiros. O único problema no momento é que os brasileiros contam no orçamento como os norte-americanos. Por isso, eles não investem ainda tanto nos jogadores daqui. Mas acredito que isso vai mudar. A liga está crescendo e os brasileiros vão entrar ainda mais no radar das equipes europeias”, disse Junior Briele.

“A Liga Europeia está no seu segundo ano e vem crescendo. Isso faz com que os jogadores brasileiros que jogam no Brasil e até fora do país possam entrar na Liga e, além de ganhar experiência e conhecimento no futebol americano, podem servir de exemplo para outros brasileiros. Os jogadores que aqui estão servem de modelo e inspiração e isso é importante para o desenvolvimento do esporte no Brasil”, explica Gerson Santos.

“O fato de ter brasileiro na Liga Europeia é muito importante. Estamos fazendo um trabalho sério, mostrando que realmente vivemos o futebol americano. Isso abre portas. Estamos fazendo isso para que a galera mais nova possa viver isso. Queremos mostrar que o Brasil tem futebol americano e bons jogadores”, ressalta Marcus Tuleba.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos