Brasil x Japão: Caio Ribeiro elogia testes de Tite e explica mudanças táticas durante o jogo

Caio Ribeiro gostou do trabalho de Tite contra o Japão (Foto: Reprodução/TV Globo)


Caio Ribeiro, comentarista da Globo no jogo entre Brasil e Japão nesta segunda-feira, elogiou os testes feito por Tite no esquema tático da Seleção Brasileira. O ex-jogador citou alguns exemplos.

- O amistoso valeu pelas variações de jogadas que Tite testou. Por exemplo, o Militão na lateral que pode ser uma alternativa na Copa. Trazer o Paquetá para trás e abrir mão de um meio de campo de mais marcação para ser mais criativo também - disse.

O Neymar foi o grande protagonista da partida e o resultado, pela produção do Brasil, poderia ter sido maior porque jogou para isso. Faltou um pouco de capricho - analisou.

Caio também citou variações no ataque envolvendo Richarlison, Neymar e Paquetá e elogiou o banco da Seleção que, segundo ele, te condições de entrar durante um jogo de Copa e mudar os rumos da partida.

- O Tite pode jogar com um centroavante como o Richarlison, que entrou no segundo tempo ou com Neymar e Paquetá fazendo essa flutuação de 9. Por isso que hoje o Brasil tem um elenco que possibilite jogar de varias maneiras. Olhar para o banco de reservas e falar que temos jogadores que podem resolver. Isso em um Copa do Mundo é fundamental.

Galvão Bueno disse que sentiu falta da participação de Vini Jr na parte ofensiva, principalmente por sua habilidade individual. Ao lado do narrador, Maestro Júnior explicou que a falta de inversão de bola do lado direito para o esquerdo fez com que o astro do Real Madrid não conseguisse brilhar contra o Japão.

- Essas jogadas individuais tem que ser construídas através de inversão para que ele possa ter o adversário no mano a mano fazendo com que ele tenha uma vantagem muito grande - analisou o Maestro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos