Brasil vence Paraguai, vai à final da Copa América e garante vaga na Copa do Mundo e nas Olimpíadas

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


O Brasil garantiu sua vaga na final da Copa América Feminina ao derrotar o Paraguai, na noite desta terça-feira por 2 a 0, com gols de Ary Borges e Bia Zaneratto. Com isso, a Seleção Brasileira também conseguiu a classificação para o Mundial Feminino de 2023 e as Olimpíadas de 2024. O desafio na grande decisão será contra a anfitriã Colômbia.

COMEÇO EQUILIBRADO
O jogo começou movimentado, com chances para os dois lados. Com um minuto, Debinha tomou a bola no ataque e tentou encobrir Bobadilla, mas a goleira estava esperta e defendeu. O Paraguai respondeu em cobrança de falta de Gauto, obrigando Lorena a fazer uma defesa. Depois, em escanteio, a defesa brasileira trabalhou tirando em cima da linha.

Aos nove minutos, Adriana finalizou bem de fora da área, mas Bobadilla fez boa defesa. Um minuto depois, Bia Zaneratto bateu cruzado e a bola passou bem perto do arco.

ARY ABRE A CONTA
Aos 15 minutos, saiu o primeiro gol brasileiro. Após cobrança de escanteio, Kerolin errou no cabeceio e Tamires ajeitou para Bia Zaneratto que rolou para Ary Borges bater no cantinho e abrir o marcador.

+ Luis Suárez define futuro, Vagner Love acerta retorno para o Brasil… O Dia do Mercado!

BIA ZANERATTO DEIXA MAIS UM

Brasil x Paraguai
Brasil x Paraguai

Bia Zaneratto comemora no estilo CR7 (Foto: Divulgação/Conmebol)

12 minutos depois do primeiro gol, o Brasil chegou ao segundo. Antônia brigou pela bola no ataque e a bola sobrou com Debinha que foi desarmada, mas a bola sobrou pra Bia Zaneratto que bateu firme de canhota para o fundo da rede.

O Paraguai seguiu chegando bem ao ataque, mas sem levar tanto perigo ao arco brasileiro. Aos 38 minutos, Martínez bateu falta e Lorena fez uma defesa tranquila. Um minuto depois, Angelina recebeu passe de calcanhar de Boia Zaneratto, deu um drible da vaca na marcador e chutou cruzado, mas Bobadilla defendeu.

MAIS TRABALHO PARA BOBADILLA
O Brasil começou o 2° tempo obrigando a goleira Bobadilla a trabalhar no gol. Kerolin bateu para o gol aos seis minutos, mas Bobadilla fez boa defesa.

Na marca dos 17 minutos, Bia Zaneratto rolou para Antônia que cruzou no segundo poste para Kerolin livre, mas ela errou no cabeceio e a bola foi para fora.

PRA FORA!
Aos 23 minutos, Antônia cruzou, Bobadilla espalmou e na sobra, Duda Sampaio bateu por cima do gol. Boa chance perdida pela equipe brasileira. O Brasil teve mais uma chance após cobrança de escanteio. A bola sobrou livre na área para Geyse que também mandou sobre o arco.

SHOW DE GOLS PERDIDOS

O Brasil chegou mais uma vez e perdeu uma outra chance de marcar o terceiro. Adriana furou aos 31’. Na marca dos 32’, Tamires pressionou e bateu de primeira para a defesa de Bobadilla. 10 minutos depois, Geyse levou para a canhota e bateu cruzado para fora.

DECISÃO NO SÁBADO
Com classificação tripla confirmada, agora, as comandadas de Pia Sundhage focam na final deste sábado contra a dona da casa Colômbia. A bola rola neste sábado, às 21h de Brasília. O Brasil pode ganhar o octacampeonato da competição e o quarto título seguido.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos