Do Brasil para o mundo: atletas brasileiros de Rainbow Six Siege quebram barreiras e conquistam espaço em ligas de outras regiões

(Foto: Divulgação)


O Brasil, principalmente após a temporada vitoriosa em 2021, tornou-se protagonista no cenário competitivo de Rainbow Six Siege. Times do país conquistaram todos os títulos internacionais disputados, fato que potencializou o interesse de outras regiões em talentos brasileiros. Recentemente, Karl “Alem4o”, Lucas “Dias” e Arthur “GMZ” estrearam na elite mundial, em diferentes regiões da modalidade, e conquistaram vagas para disputar o primeiro torneio internacional da temporada, o Six Major Charlotte.

Diversos jogadores que disputavam as divisões de acesso, tratados como promessas, foram contratados para line-ups de destaque. Mas além dessa promoção de atletas mais jovens para a elite do R6 brasileiro, nota-se outro fenômeno recente: o de exportação de talentos.

Após ganhar o título de Rookie of the Year (novato do ano) pelo Siege GG em 2020 e ter conquistado o Six Major México com a Team oNe, o atleta Karl “Alem4o” - considerado o segundo melhor atleta de R6 em 2021 no ranking do Siege GG - foi contratado pela G2 Esports. O jogador é atualmente um dos destaques na Liga Europeia e liderou sua equipe para buscar a classificação para o Major, perdendo nas oitavas de final. Além do atleta da G2, outro brasileiro também faz parte do cenário europeu: Pedro “Thuunder”, da Natus Vincere.

A Liga Norte-Americana também não deixou de lado a participação de brasileiros. A organização XSET conta com seis integrantes do país no elenco. Dentre os atletas, está Leonardo “Kyno”, primeiro brasileiro a jogar em um torneio regional de elite fora do país. Juntaram-se a ele os players Lucas “DiasLucasBR”, Arthur “Gomez” e a equipe técnica comandada por Matheus “Budega”, Igor “Vivas” e Pedro “PFernandes”. O time terminou a primeira etapa do campeonato da NAL na quarta colocação e conseguiu a classificação para o primeiro torneio internacional da temporada. No Six Major Charlotte, a equipe de Gomez caiu nas oitavas de final.

“É sempre uma ótima experiência ter companheiros brasileiros na equipe, ainda mais quando são seis, com três jogadores e três na comissão técnica”, comenta Kyno. O jogador falou também sobre como é a comunicação durante os jogos: “Por mais que sejamos maioria, nos comunicamos em inglês por causa dos dois outros players”. O atleta também ressaltou que essa entrada brasileira em outros cenários mostra o nível elevado apresentado pelos jogadores do país.

Esta edição do Six Major contou com o maior número de participantes brasileiros da história. Além dos jogadores da XSET e Alem4o na G2, quatro equipes do Campeonato Brasileiro de Rainbow Six Siege - Team Liquid, W7M Esports, FURIA Esports e Team oNe - participaram do torneio. Dentre todos os participantes do país, apenas Lorenzo “Lagonis” (Team oNe) e Alem4o (G2) já conquistaram um Six Major.

Times tradicionais do futebol que investem no Rainbow Six Siege também ficaram de olho na contratação de brasileiros. A equipe do Herbalife Real Betis, estreante no cenário de R6, contratou quatro jogadores do país para compor o elenco e disputar a Liga Nacional da Espanha. São eles: Arthur “THVR”, Diego “DMV” e Thirso “TucanQ” e Icaro “Icarowska”.

A argentina Malvinas Gaming, que disputa o Campeonato Sul-Americano, também reforçou a line-up com nomes conhecidos para 2022. O argentino Ivan “Ragn4r” irá contar com Vitor “Kurtz”, Matheus “KingSt4r” e Pedro “Naka” como companheiros brasileiros no time. Kurtz e Naka já jogaram juntos, quando foram vice-campeões da Série B com a camisa da ISURUS.

Outra liga inserida na região LATAM que também contou com participações de brasileiros foi a mexicana. Em 2021, Victor “Bersa”, Daniel “Novys” e Lucca “MKing” foram convidados pela Atheris Esports para disputar o torneio nacional do México. O time sempre foi considerado favorito durante todo o campeonato, garantindo a liderança. Entretanto, nos playoffs não conseguiu o título e terminou na segunda colocação da competição.

A força do cenário brasileiro, que além de atletas talentosos conta com um calendário de competições bem estruturado, levou também o país a se tornar o palco dos melhores times do mundo. O Brasil, além de exportar jogadores, tornou-se uma região que atrai investimentos estrangeiros no cenário competitivo. Entre as dez equipes que disputam o Campeonato Brasileiro de Rainbow Six Siege, quatro são de origem internacional e de grande expressão (Team Liquid, FaZe Clan, Ninjas in Pyjamas e 00 Nation).

O ano de 2022 ainda promete muitas emoções no cenário de R6 nacional. Além do Campeonato Brasileiro de Rainbow Six 2022, que retornará no dia 18 de junho para o segundo turno, e da segunda edição da Copa Elite Six da América, que determinará a classificação de quatro equipes para o Six Major de Agosto, o calendário competitivo terá disputas até dezembro e reservará mais edições do Circuito Feminino, Copa Elite Six da América, Six Major, Copa do Brasil e Série B de Rainbow Six Siege, além dos outras etapas do Brasileirão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos