Braço de ferro! Willian vive dilema no Corinthians após novas ameaças

Desde o retorno ao Timão, no ano passado, Willian tem 35 jogos e um gol (Foto: Rodrigo Coca/Ag.Corinthians)


O meia-atacante Willian voltou a registrar queixa contra ameaças sofridas por torcedores do Corinthians através das redes sociais. E a situação abriu novamente um dilema na vida do jogador, que é a possibilidade do atleta sair do Timão ainda nesta temporada e voltar para a Europa.

> GALERIA - Veja os garotos da base que tiveram chances com VP
> TABELA - Confira e simule os jogos do Campeonato Brasileiro

O LANCE! entrou em contato com pessoas próximas ao atleta, tanto na vida pessoal, quanto na profissional, e obteve versões distintas do desejo do camisa 10 corintiano para o futuro.

Aqueles que estão mais ligados ao lado familiar de Willian não acreditam na saída do jogador do Corinthians neste momento.

No entanto, a reportagem também teve acesso a informações vindas de pessoas ligadas ao estafe do meia que admitiram que o jogador ventilou a possibilidade de saída mais fortemente após os episódios recentes, principalmente por conta do desejo da sua esposa em voltar para o continente europeu.

Após a derrota do Timão na estreia da Libertadores, contra o Always Ready, na Bolívia, no dia 5 de abril, as filhas de Willian já tinham recebido ameaças através das redes sociais. Naquele momento iniciou o desconforto da família do jogador com a segurança em território brasileiro.

Mesmo com os agressores virtuais da primeira ocasião sendo identificados, esposa e filhas do camisa 10 seguiram um cotidiano precavido, de poucas saídas e bastante segurança, através de carros blindados e até da companhia de seguranças, em algumas circunstâncias.

Agora, com novas ameaças virtuais, divulgadas pela esposa de Willian depois do empate em 1 a 1 entre Corinthians e América-MG, no último domingo (29), a família do jogador sentiu ainda mais intimidada e voltou a expor o desejo de deixar o Brasil.

Willian, por sua vez, tem um carinho especial pelo Corinthians e o desejo em permanecer no seu clube de coração pesava. Porém, no momento atual, o meia tem claro que caso chegue uma proposta da Europa escutará e tem boas chances de aceitar.

Até o momento nenhuma equipe do Velho Continente sinalizou o desejo de contar com o meia, o que impossibilitaria que o meia saísse do Timão, por enquanto. A janela de transferências europeia abrirá em um mês, a partir do dia 1º de julho.

O Corinthians desconhece qualquer investida pelo jogador, mas tem claro que não segurará o atleta, caso chegue alguma proposta vantajosa financeira para o clube. A instituição, inclusive, se posiconou em favor do seu camisa 10, repudiando as ameças sofridas pelo atleta. 

De todo modo, o momento na vida do meia corintiano é de dilema. Ele tinha o planejamento de cumprir o seu contrato, até o fim do ano que vem, no clube que o revelou, e até mesmo encerrar a carreira com a camisa alvinegra – seja nesse vínculo ou em algum posterior. No entanto, o atleta se vê em um sinuca de bico com a insatisfação da família, que teme a permanência no Brasil.

Enquanto isso, Willian se recupera de um trauma no tornozelo direito para poder ficar em condição de ser escalado no próximo jogo do Corinthians, neste sábado (4), às 20h30, contra o Atlético-GO, no estádio Antonio Accioly, em Goiânia, pela nona rodada do Brasileirão.

Até a abertura da janela de transferências, no dia 1º de julho, o Timão tem sete jogos marcados, seis pelo Brasileirão (Atlético-GO, Cuiabá, Juventude, Athletico-PR, Goiás e Santos) e um pela Libertadores (a ida das oitavas de final, contra o Boca Juniors, da Argentina, em São Paulo).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos