Botafogo: Saiba como estão as condições físicas das contratações


A reta final de mercado foi agitada para o Botafogo. O clube fechou a contratação de cinco jogadores na última semana da janela. O elenco comandado por Luís Castro foi encorpado para a segunda metade do Campeonato Brasileiro.

+ Diretor explica negociação do Botafogo por Ojeda e não fecha portas

Apesar das adições, não é possível prever que os jogadores vão e joguem "de cara". Os atletas chegam em diferentes contextos físicos e técnicos ao clube. Os jogadores vivem diferentes situações em relação aos clubes em que estavam antes de assinarem com o Botafogo.

O LANCE! explica como estava a situação dos jogadores recém-contratados pelo Botafogo antes deles chegarem ao clube.

Danilo Barbosa
​Integrante no elenco campeão da Libertadores 2021 pelo Palmeiras, o volante não manteve o mesmo ritmo no Nice-FRA. Com desentendimentos internos, o jogador foi 'deixado de lado' em boa parte da temporada e atuou apenas uma vez.

A última vez que esteve em campo foi no dia 26 de fevereiro, quando atuou por 90 minutos no empate sem gols contra o Strarsbourg pelo Campeonato Francês. Depois disso, ficou apenas no banco em sete oportunidades.

São seis meses sem atuar oficialmente, mas Danilo está em forma física e com condições de jogar. Obviamente, o volante está sem ritmo de jogo e isso pesa. Por isso, é provável que ele ainda não entre em campo contra o Juventude, neste domingo - a não ser que seja de enorme necessidade. O jogador treina sem limitações.

+ Botafogo renova com Victor Cuesta junto ao Internacional

Gabriel Pires
Emprestado pelo Benfica-POR, o meio-campista foi um dos principais do Al-Gharafa na última temporada do futebol qatari. Foram sete gols e dez assistências em 31 jogos e 2734 minutos dentro de campo.

Assim como Danilo, porém, a falta de ritmo de jogo deve pesar nesse começo: o último jogo de Pires foi em 22 de abril, pela Liga dos Campeões da Ásia. São quatro meses sem jogar de forma oficial, portanto. O meio-campista está em plena forma física e também participa das atividades normalmente.

O próprio jogador afirmou, na entrevista coletiva de apresentação, que se sente bem e que precisa justamente recuperar o ritmo de jogo para estrear.

+ Botafogo: Tiquinho superou Bruno Fernandes e Luís Díaz em conversão de gols em Portugal

Junior Santos
​Ao contrário dos outros dois citados, Junior Santos chega em um ritmo diferente: ele estava no meio da temporada no Japão, que acompanha o calendário brasileiro, e atuando regularmente pelo Sanfrecce Hiroshima. São 32 jogos para o atacante - com oito gols e quatro assistências - em 2022 para o atleta.

O último jogo do atleta de 27 anos, por exemplo, foi no dia 30 de junho, contra o FC Tokyo na J.League. São menos de três semanas de "hiato" e o atacante já chega em um ritmo de temporada rolando, perto de grande parte do elenco do Botafogo.

O atacante treinou normalmente e, dos recém-chegados, é o que mais possui condições de jogo - justamente por ter o ritmo de jogo mais 'acelerado'.

+ Mazzuco avalia janela do Botafogo e traça meta do clube no Brasileirão

Tiquinho Soares
O centroavante é outro que chega vivendo o contexto de uma temporada rolando no clube que estava: o Olympiacos-GRE disputava as fases preliminares da Liga dos Campeões e, posteriormente, Liga Europa.

O atacante fez um jogo no último dia antes de chegar ao Brasil para se apresentar ao Botafogo, mas se lesionou. Tiquinho teve uma lesão muscular na partida entre Olympiacos e Slovan Bratislava-ESL, pela Liga Europa. A previsão é de ele faça a estreia em três semanas.

Desta forma, o atacante é o que mais deve demorar para aparecer nos gramados. A lesão não afastou o interesse do Alvinegro - pelo contrário. Atuar na partida foi uma condição imposta pelo Olympiacos e Tiquinho se lesionou em uma disputa de bola. O camisa 9 já trata do problema com o DM do Glorioso.

+ Botafogo doa camisa exclusiva à rifa solidária para ajudar ex-goleiro Manga

Lucas Perri
O goleiro é mais um que vinha atuando regularmente. Afinal de contas, estava no Náutico e era titular do Timbu na disputa da Série B - ele foi titular da equipe na partida contra o Guarani, no último sábado. São 44 jogos em 2022.

A parte física está em dia, mas Lucas foi o último a chegar ao Rio de Janeiro e, portanto, a se apresentar aos treinos de Luís Castro. Além disso, a situação contratual dele ainda não foi regularizada junto ao BID até o momento de publicação desta matéria.

Por ser, teoricamente, um jogador livre - ele rescindiu com o São Paulo antes do fechamento da janela -, o Botafogo pode inscrevê-lo até o dia 26 de agosto e não precisa correr com os documentos. A tendência é que ele esteja à disposição contra o Juventude, vale ressaltar, mas ele perdeu parte dos treinamentos desta semana.