Botafogo mostra força com chegada de jogador de Premier League e Mazzuco dá pistas sobre a janela


Reforçar o elenco, claro, é a prioridade do Botafogo nessa janela, mas a diretoria também busca mudar a mentalidade do clube dentro e fora de campo. A contratação de Fernando Marçal, apresentado na última sexta-feira, é uma prova deste objetivo - ainda longe de estar cumprido, vale ressaltar.

+ Martín Ojeda e Daniel Ruiz: entenda como estão as negociações do Botafogo pelos atacantes

O lateral-esquerdo vem do Wolverhampton, da Inglaterra. O defensor tinha propostas para ficar na Europa, mas gostou do projeto do Botafogo e fechou um contrato de dois anos com o Alvinegro. A negociação foi até rápida. André Mazzuco destacou esta questão da 'mudança de mentalidade' durante a apresentação do reforço.

- O próprio Marçal estava na Premier League, no Wolverhampton, não é qualquer clube, isso aumenta a nossa responsabilidade. O clube tem que ser a Disneylândia, tem que fazer quem está aqui se sentir feliz. Não pode ter uma madeira quebrada, são coisas pequenas mas fazem a diferença. Dentro de campo as derrotas sempre vão acontecer, isso faz parte, mas queremos fazer o entorno melhor e isso é um trabalho árduo. Espero que possamos ter tempo para fazer isso. Não quero que isso pareça um discurso super otimista depois de uma eliminação (Copa do Brasil), mas temos muita coisa para fazer, é um propósito que queremos - afirmou.

Para mostrar a força fora de campo, o projeto tem que andar nas quatro linhas. Apesar do momento instável, a diretoria fez questão de ressaltar o apoio em Luís Castro e na comissão técnica. Há grande expectativa pela chegada de reforços na janela de transferências.

- Ansiedade da janela, né? O Botafogo é um dos poucos clubes que vaza tanta coisa. Todo mundo tem responsabilidade porque isso prejudica o clube, não vejo um benefício. Vazar beleza, mas às vezes cria um negócio... Eticamente não podemos responder tudo. "Por que que demora? Por que não foi?" Não podemos responder tudo, é ruim para as partes envolvidas. Temos que manter a serenidade - contou André Mazzuco.

A ordem da primeira janela, que a atual diretoria assumiu já no meio dos trâmites, com o Carioca rolando, foi de aumentar as pernas do elenco - não à toa, chegaram 12 jogadores apenas na primeira janela. A questão para este período é ser mais assertivo e menos quantitativo.

- A janela abre dia 18 e fecha dia 30 de agosto, teoricamente é um mês de janela, fizemos tudo antes para o jogador já venha para ter uma adaptação. Tem família envolvida, eles estavam morando na Inglaterra. Tem outras negociações acontecendo, não é só apertar um botão e a coisa acontece. Não envolve só as pessoas do clube, tem muita gente. Estamos sim buscando oportunidades, algumas posições, nosso elenco é curto, estamos tentando mexer. Tínhamos a primeira janela para qualificar e segunda para melhorar o nível da equipe - finalizou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos