Botafogo lança campanha para aumentar segurança das mulheres no estádio


O Botafogo investe em ações para melhorar a segurança e trazer um cenário de igualdade para o público feminino no Estádio Nilton Santos. O clube anunciou a campanha "#AHoraDelas" nas redes sociais na tarde desta quarta-feira.

+ Novo acordo da SAF do Botafogo deve acelerar retorno de time de basquete

O projeto conta com uma série de ações que vão melhorar o estádio. A principal ação será um posto policial que será exclusivo para denúncias de assédio. O Nilton Santos será a primeira arena no Rio de Janeiro a ter um espaço exclusivo para isto.

- Sabemos que o caminho é longo para equiparar e tornar o ambiente do futebol mais confortável para as mulheres, mas acreditamos que é possível. Essa campanha não é a solução de todos os problemas, é um marco inicial para proporcionar medidas eficazes. O projeto vai ter continuidade nos demais jogos, confiamos que a longo prazo podemos oferecer segurança e igualdade para as nossas torcedoras - afirmou Thairo Arruda, diretor geral da SAF.

O posto policial já estará em funcionamento na partida contra o Coritiba, às 19h deste sábado, pela 26ª rodada do Brasileirão.

- Teremos mulheres policiais no juizado do torcedor para atender as mulheres vítimas de qualquer tipo de violência e para orientar também sobre os seus direitos. Esse é um projeto piloto, inovador em que traremos para o estádio a Delegacia de Mulheres - explicou a delegada Dra. Gabriela Von Beauvais ao site oficial do Botafogo.

+ Fala, Doente! #4: Como explicar o momento do Botafogo dentro de casa? Ouça!

O clube ainda promoverá outras ações, como todas as experiências do programa de sócio-torcedor exclusivas para mulheres, transmissão do jogo via YouTube com equipe 100% feminina e um debate sobre a presença de mulheres no estádio.

- Essa campanha mostra que o Botafogo não precisa de datas específicas ou simbolismo para enfatizar as causas e lutar pelos direitos das mulheres. Sei o quanto é difícil para o público feminino ter espaço ou voz no universo do futebol, então essa ação é primeiro passo para buscar um futuro de equidade - completou a Head de Ativações Paula Young.