Botafogo espera 'criar parceria' com o Benfica com a chegada de Gabriel Pires

Gabriel Pires em ação pelo Benfica (Foto: Divulgação/Benfica)


A contratação de Gabriel Pires, que tem status de encaminhada e está bem perto de acontecer, não servirá "apenas" para reforçar o Botafogo. O Alvinegro também enxerga o negócio como uma oportunidade fora de campo para o futuro envolvendo o Benfica-POR, clube do jogador de 28 anos.

+ Ao L!, Eduardo Paes diz que está aberto aos planos do Botafogo de modernização do Nilton Santos

É de interesse há tempos para o Glorioso criar uma relação concreta com os Encarnados. Vale lembrar, inclusive, que John Textor, dono da SAF do Alvinegro, tentou adquirir parte do clube português, mas a proposta foi recusada pela diretoria lusitana.

A negociação de Gabriel, portanto, une o útil ao agradável. Reforça o elenco e, ao mesmo tempo, traz à tona uma conversa concreta entre Botafogo e Benfica. O Alvinegro não quer que a coisa pare por aí: o desejo de John Textor é que a equipe carioca continue tendo relações com as Águias por mais tempo - não necessariamente no que envolve negociações de jogadores.

Internamente, o proprietário da SAF encara a transferência como uma chance de criar uma "parceria de mão dupla" com o Benfica. Vale lembrar que o final feliz do negócio se deu muito pela boa relação que o norte-americano e André Mazzuco, diretor do Alvinegro, têm com Rui Costa, presidente do clube português.

Textor conheceu o ex-jogador pessoalmente na época que estava tentando comprar o Benfica. O norte-americano admira a forma como o clube desenvolve jogadores e quer que a parceria se estenda justamente para investir nessa questão.

Ainda, vale ressaltar, não há nada definido sobre isso. A ideia do Botafogo é continuar tendo conversas concretas com o Benfica no que diz respeito a jogadores, estrutura e desenvolvimento de atletas. John Textor encara que a contratação de Gabriel Pires pode ser o pontapé inicial para uma parceria de sucesso fora das quatro linhas.