Botafogo conversa com James Rodríguez, sonho de John Textor para a janela

James Rodriguez está no Al Rayyan, do Qatar (Foto: Divulgação/Al Rayyan)


Após negociações frustradas com Edinson Cavani no começo do ano, John Textor mira outro jogador de calibre mundial para o Botafogo. O clube tem conversas com James Rodríguez, atualmente no Al-Rayyan, do Qatar, considerado o novo "sonho de consumo" do empresário.

+ Rede mundial de John Textor: dono do Botafogo aumenta influência com o Lyon

A operação é considerada muito complicada, até porque o desejo do colombiano é de retornar para a Europa. As conversas tem sido tocadas diretamente por John Textor, que vê no meio-campista o jogador para ser a "estrela" do projeto - algo que ele busca desde que assumiu o Glorioso.

O Al-Rayyan também não promete ser um facilitador nesse meio de caminho. James tem contrato até o meio de 2024 com o clube, que pediu 5,5 milhões de dólares (R$ 28,3 milhões, na cotação atual) para negociá-lo.

+ Perto do Botafogo, Zahavi é versátil e pode jogar ao lado de Erison

A vontade de James em sair pode acontecer, mas o Brasil, em curto prazo, não é a prioridade do jogador, como informou primeiramente a "Win Sports TV", da Colômbia, e o LANCE! confirmou. Internamente, a impressão ainda é totalmente positiva por um possível final feliz.

O nome nem sequer foi passado internamente pelo departamento de mercado pelo Botafogo - que não considerava o jogador pelos altos valores envolvidos -, mas chegou diretamente por John Textor, que vê James como o grande objetivo.

+ VEJA A TABELA DO BRASILEIRÃO

De qualquer jeito, o empresário sonha. O estadunidense iniciou conversas por volta do mês passado e vê em James Rodríguez a "peça do quebra-cabeça" que falta para o primeiro ano do projeto.

Na última temporada, James marcou cinco gols e deu sete assistências em 14 jogos disputados na Liga do Qatar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos