TV Esporte Blog

Andrés diz ter feito proposta de mais de R$ 120 mi por Neymar: “ele foi homem e disse que não podia”

TV Esporte Blog

Exibir foto

.

Andrés: "[ofereci] mais de R$ 120 milhões. Eles que não quiseram vir"

Convidado do programa "Arena SporTV", o ex-presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, afirmou ter tentado a contratação do craque do Santos, Neymar, em 2010. O dirigente, que deixou a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) no fim do ano passado, confirmou até o valor da proposta milionária feita ao atacante, que a recusou, segundo Andrés.

"Em 2010, ofereci para o Neymar garantia bancária e tudo. Pode perguntar para ele, que não quis vir. Falei: 'quanto você vai ganhar no Real Madrid e no Barcelona eu não sei, mas é 20% a 30% que você vai ganhar lá'. [Ofereci] mais de R$ 120 milhões. A multa acho que era de R$ 108 milhões, R$ 109 mi. Eles que não quiseram vir. O Neymar foi homem e falou: 'Andrés, não posso fazer isso'."

Com a experiência de ter participado da contratação de Ronaldo Fenômeno em sua gestão, Andrés afirmou ser a favor da contratação de um grande craque para o time. Diante disso, considerou a aposta no atacante Alexandre Pato um acerto da atual administração alvinegra. "O Corinthians, pela estrutura que tem, pelo time que formou e pela grandeza que está ficando, tem que ter uma grande estrela no time de futebol. O Pato foi uma oportunidade. Dizem que foi muito caro, mas eu acho que foi barato, até pela idade que ele tem [23 anos]", argumentou o ex-mandatário corintiano, que também falou sobre a sua saída da CBF.

"Eu saí porque eles falaram com o Felipão sem me consultar. Não sou Rainha da Inglaterra. Eles falaram com ele antes de demitirem o Mano Menezes. Soube disso depois da demissão, mas antes mesmo já tinha fofoquinha de que Mano seria demitido. Respeito a hierarquia, o presidente tomou a decisão e eu iria aceitar, mas não posso admitir eles conversarem com o futuro técnico da seleção e eu, diretor de seleções, não participar", justificou Andrés.

Exibir comentários (247)
  • Cielo é superado por Manadou e fica com a prata nos 50m livre na França

    Em uma prévia da disputa que deverão travar pela medalha de ouro no Mundial de Kazan, no próximo mês, na Rússia, Cesar Cielo foi superado pelo francês Florent Manaudou na final da prova dos 50 metros livre do Aberto da França de Natação, neste domingo, na cidade de Vichy. Mais »

    Estadão Conteúdo - 27 minutos atrás
  • Presidente revela parcerias para "mudança absoluta" na Conmebol

    Presente na cerimônia de encerramento da Copa América, que premiou o Chile como campeão inédito da competição, no último sábado, o presidente da Conmebol, Juan Ángel Napout admitiu que a entidade que coordena o futebol sul-americano precisa de uma reformulação. Para isso, afirma tem contratado avalistas, advogados e até especialistas em marketing para mudar a gestão. Mais »

    Gazeta Press - 35 minutos atrás
  • Alison e Bruno vencem donos da casa e são campeões do mundo em Haia

    O vôlei de praia brasileiro encerrou sua participação no Mundial da Holanda com chave e medalhas de ouro. Após Ágatha e Bárbara Seixas conquistarem o título feminino, no último sábado, Alison e Bruno Schmidt salvaram cinco matchpoints e calaram a arena montada em Haia, neste domingo, ao venceram a dupla da casa, formada por Reinder Nummerdor e Christiaan Varenhorst, de virada, por 2 sets a 1, com parciais de 12/21, 21/14 e 22/20, após 54 minutos de confronto na grande decisão masculina. Mais »

    Gazeta Press - 35 minutos atrás
  • Sem nenhum brasileiro, seleção dos melhores atletas é dominada pelo Chile

    Um dia após a decisão do torneio, a organização da competição divulgou, no site oficial da Copa América, a seleção dos melhores jogadores. Escalada com três zagueiros, a relação não apresenta nenhum brasileiro. No entanto, conta com cinco chilenos, três argentinos, dois peruanos e um colombiano. O argentino Sampaoli foi eleito o melhor técnico da competição após conduzir a Roja ao título inédito. Mais »

    Gazeta Press - 54 minutos atrás
  • Árbitro relata xingamento para justificar expulsão de meia do Avaí

    O clima quente do empate em 2 a 2 entre Avaí e Sport, válido pelo jogo matutino da 11ª rodada do Brasileiro, neste domingo, permaneceu mesmo após o apito final. Após algumas polêmicas durante os noventa minutos, o baiano Dewson de Freitas encerrou o jogo no tempo determinado e, depois, expulsou o meia Eduardo Neto, que isolou a bola para as arquibancadas da Ressacada. Mais »

    Gazeta Press - 1 hora 12 minutos atrás