Blog do Teo José

Pobre futebol brasileiro

Teo José
Blog do Teo José

Exibir foto

.

Pobre pobreza

Não é de hoje que toco neste assunto aqui no nosso espaço e, também, nas transmissões da Band. O futebol brasileiro está perdendo suas características. Um jogo, que deveria também ser um espetáculo esportivo, está cada vez mais burocrático nas nossas competições. Claro que o reflexo está na Seleção e formação de novos jogadores.

De uns tempos pra cá, comecei a procurar dados que mostram bem isto. E nos jogos que transmito levanto sempre a bola para os comentaristas, principalmente o Edmundo, que está mais comigo na cobertura dos clubes do Rio.

Vamos lá:

- O Vasco, quarto colocado no Brasileiro, tem uma média de quatro finalizações certas por jogo e sete erradas. Acerta quatro cruzamentos e erra 15. Em dribles, a situação é ainda pior já que consegue sucesso em 11 oportunidades e fracassa em quatro. Ou seja, durante 90 minutos somente 15 tentativas de passar pelo adversário com a bola dominada.

- Vamos para o time do Santos. Cruzamentos certos, três. Errados, 11. Finalizações corretas, quatro. Erradas, sete. Mesmo com Neymar, o time dribla 11 vezes por jogo e erra a tentativa quatro vezes.

- Para fechar os números, vamos ver o Cruzeiro. Finalizações no gol, quatro. Erradas, sete. Cruzamentos certos, quatro. Errados, cinco. Em dribles, oito certos. Errados, três.

A média da competição é mais ou menos esta. Muda pouca coisa. Alguns vão dizer que isto é devido a falta de treinos. Não é. Isto acontece porque temos cada vez mais um futebol que tenta marcar e se esquece de atacar. Se esquece de realmente jogar o nosso futebol. Claro que os jogadores têm culpa. Eles é que estão em campo. Mas a maior parcela [culpa] está nos tais "professores". Estes é que t~em de pagar a conta. Aniquilam os jogadores mais criativos e adoram os volantes de marcação.

Deixo só mais um fato para reflexão: o atual 10 da seleção brasileira é reserva em sua equipe na Europa. Estou falando do Oscar, no Chelsea.

Exibir comentários (6)
  • Aos 36, zagueiro Rio Ferdinand anuncia aposentadoria do futebol

    Um dos jogadores ingleses mais importantes da sua geração, o zagueiro Rio Ferdinand anunciou sua aposentadoria do futebol neste sábado, aos 36 anos. Mais »

    Estadão Conteúdo - 13 minutos atrás
  • Djoko e Murray atropelam australianos e chegam às oitavas em Roland Garros

    Djoko e Murray atropelam australianos e chegam às oitavas em Roland Garros

    O sérvio Noval Djokovic, número um do mundo, e o britânica Andy Murray (N.3) enfrentaram neste sábado jovens australianos considerados grandes promessas do tênis mundial, mas fizeram valer a experiência e avançaram sem problemas para as oitavas de final. Mais »

    AFP - 23 minutos atrás
  • Santistas querem nervos no lugar para evitar cartões por reclamação

    O Campeonato Brasileiro de 2015 chegou com uma novidade na arbitragem. Os jogadores foram avisados às véspera do início da principal competição nacional e os torcedores perceberam logo na primeira rodada que a atitude dos árbitros será mais rigorosa nesta edição, por orientação da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Diante disso, os atletas do Peixe sabem que precisam se acalmar para evitar cartões bobos para não acabar prejudicando a equipe durante as partidas ou com excesso de desfalques. Mais »

    Gazeta Press - 23 minutos atrás
  • Inglês Gill recusa cargo no comitê executivo da Fifa

    Inglês Gill recusa cargo no comitê executivo da Fifa

    Informado com a reeleição de Joseph Blatter em meio ao escândalo de corrupção, o inglês David Gill, recusou-se a assumir o cargo de vice-presidente no comitê executivo da Fifa, apesar de ter sido escolhido para a função pela Uefa. Mais »

    AFP - 25 minutos atrás
  • Putin elogia o "profissionalismo" de Blatter

    Putin elogia o "profissionalismo" de Blatter

    Em meio a uma enxurrada de críticas de líderes ocidentais, Joseph Blatter continua contanto com o apoio do presidente russo Vladimir Putin, que fez questão parabenizou o suíço de 79 anos pela reeleição para um quinto mandato à frente da Fifa, apesar de entidade viver o maior escândalo de corrupção da sua história. Mais »

    AFP - 28 minutos atrás