[Vídeo] Histórias que vivi: vitória do André no Rio em 96

Comentarista de automobilismo e futebol
Blog do Teo José

A vinda da Fórmula Indy para o Brasil foi feita através de uma negociação longa e com muitas interrogações sobre se o evento daria certo. Na época estava no SBT, que preparou uma transmissão agressiva. Não só na parte técnica como, também, na artística.

O sinal seria gerado para TV norte-americana, que no fundo não botava muita fé no trabalho de nossa equipe. Era também a primeira prova em um circuito oval. Me lembro que quase morei em Jacarepaguá na semana da prova. Entravamos ao vivo desde o começo da manhã e só parávamos no jornal no inicio da madrugada.

Tudo era de responsabilidade do SBT. Desde os gráficos, posicionamento de câmeras e a programação que antecedia a prova.

Veja como era a chamada do sábado:

No domingo muita gente no autódromo, um evento lindo e começamos a colocar em prática o plano da transmissão. Quatro repórteres; um no helicóptero, outro na chegada do público e tudo funcionou direitinho. O evento foi uma festa e para fechar a vitória do André Ribeiro.

A Indy 400, neste dia, teve a maior audiência da história da categoria no Brasil - uma das maiores no mundo. chegamos a dar 27 pontos de pico e fechamos com 23. Foi um dos dias mais gratificantes na minha carreira profissional e, mesmo, no lado pessoal.

Aqui a última volta:

Leia também