Guia Rio 2016: canoagem velocidade: provas de canoa. Isaquias pode ser o principal destaque brasileiro na Olimpíada

Romano Olímpico - Yahoo Esportes

Ele ainda não é  conhecido pelo povo brasileiro como Arthur Zanetti, Sarah Menezes, Robert Scheidt e Thiago Pereira. Mas Isaquias Queiroz, baiano de Ubaitaba aos 22 anos,  entra na Rio 2016 para disputar 3 provas, com chances de medalha em todas: c1 1000 metros, c1 200 metros e c2 1000 metros ao lado de Erlon Souza.

Depois de ser campeão mundial júnior conquistou em 2013 a 1º medalha da história da canoagem brasileira em mundiais, em provas olímpicas, com o bronze no c1 1000 metros. No mundial 2014, na mesma prova, deixou escapar o ouro a poucos metros quando caiu da embarcação. No mundial 2015 não disputou o C1 1000 para classificar o Brasil para a Olimpíada em outras duas provas: bronze no C1 200 metros e ouro no C2 1000 ao lado de Erlon Souza. Três medalhas nos duríssimos campeonatos mundiais em provas olímpicas neste ciclo olímpico. Também em 2015 foi ouro nas duas provas individuais no Pan de Toronto e eleito o atleta do ano pelo COB.Confira as chances de Isaquias.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

c1 1000 metros masculino- 15 atletas na disputa. O alemão Brendel venceu tudo nos últimos anos e deve ser ouro. Isaquias disputará prata e bronze com o moldavo, o canadense e o tcheco. A prova é realizada desde 1936. Alemanha, Hungria e República Tcheca tem 3 ouros cada.

Favorito ao ouro: Sebastian Brendel- Alemanha: bicampeão mundial 2014 e 2015 e atual campeão olímpico. Este ano venceu as etapas da Alemanha e República Tcheca da Copa do Mundo.

Brigam por medalhas
Isaquias Queiroz- Brasil: bronze no mundial 2013. Prata na etapa da Itália da Copa do Mundo em 2014. No mundial 2014 caiu do barco há poucos metros da vitória. Não disputou a prova no mundial 2015.
Mark Oldershaw- Canadá: bronze na última Olimpíada.
Serhii Tarnovschi- Moldávia: bronze no mundial 2015. Este ano foi prata nas etapas da Alemanha e República Tcheca da Copa do Mundo.
Martin Fuksa- República Tcheca: vice campeão mundial 2015 e 2014. Este ano foi bronze na etapa da República Tcheca da Copa do Mundo.

Podem surpreender:
Tomasz Kaczor- Polônia: Venceu a etapa de Portugal da Copa do Mundo. Foi 6º no mundial 2015. Prata no europeu 2015.
Ilya Shtokalov- Rússia : 5º no mundial 2015
Pavio Altukhov - Ucrânia: 4º nos mundiais 2014 e  2015. Este ano foi bronze na etapa da Alemanha da Copa do Mundo

Demais atletas : Bulgária- Angel Kodinov / Hungria- Henrik Vasbányai /Itália- Carlo Tacchini /França- Adrian Bart / Letônia- Dagnis Iljins/ Uzbequistão- Aleksey Mochalov/ China- Wang Riwei. Falta o anúncio do atleta de São Tomé e Principe-

——————————————————
c1 200 metros- 13 atletas na disputa. O atual campeão mundial, Artsem Kozyr, não vai participar porque a Bielorrússia foi suspensa da canoagem por casos de doping. Mas em seu lugar teremos o atual campeão olímpico Yuri Cheban, da Ucrânia. Prova sem um grande favorito e Isaquias que não competiu este ano em etapas da Copa do Mundo tem condições de brigar até pelo ouro. A prova estreou em Londres 2012

Favorito ao ouro: Li Qiang- China prata no mundial 2015. Este ano foi prata na etapa da República Tcheca da Copa do Mundo.

Brigam por medalhas
Valentin Demyanenko-  Azerbaijão:  campeão mundial em 2009 e  2013
Isaquias Queiroz- Brasil:  bronze no mundial 2015
Yuri Cheban- Ucrânia : atual campeão olímpico. Campeão mundial em 2007 e 2014
Timur Khaidarov- Cazaquistão: ouro na etapa da República Tcheca 2016
Andrey Kraitor- Rússia: bicampeão europeu

Alfonso Benavides- Espanha: bronze no mundial 2013 . Foi ouro na etapa da Alemanha 2015 da Copa do Mundo 

Podem surpreender:
Zaza Nadiradze- Geórgia:bronze na etapa da Alemanha da Copa do Mundo 2016
Henrikas Zustautas- Lituânia: 5º no mundial  2015. Foi ouro na etapa da Alemanha da Copa do Mundo no ano passado.

Demais atletas:  Hungria- Jonathan Hajdu/ México- Marcos Hellud /Tunísia- Khaled Houssine. Falta o atleta de Portugal.

————————————���
c2 1000 metros masculino- 11 duplas

Na etapa da Alemanha da Copa do Mundo este ano, a dupla Isaquias/ Erlon ( foto), campeã mundial em 2015  não foi bem e ficou sem medalhas. A dupla ucraniana campeã desta etapa entra como favorita ao ouro. As suspensões de Romênia e Bielorrússia por doping ajudarão a dupla brasileira.

Favoritos ao ouro: Dmytro Ianchuk/ Taras Mishchuk- Ucrânia:  ouro na etapa da Alemanha 2016 da Copa do Mundo e  bronze na Rep Tcheca. Atuais campeões europeus

Brigam por medalhas:
Isaquias Queiroz  e Erlon Souza- Brasil : atuais campeões mundiais
Henrik Vasbanyai/ Robert Mike- Hungria: prata nos mundiais 2015 e 2014
Piotr Kuleta/ Marcin Grzybowski- Polônia: bronze no mundial 2015 e ouro na etapa de Portugal da Copa do Mundo 2016.

Podem surpreender:

Jaroslav Radon/ Filip Dvorak- República Tcheca: bronze na etapa da Alemanha 2016 da Copa do Mundo

Demais duplas:  Austrália- Martin Marinov e  Ferenc Szekzardi / Moçambique- Mussa Chamaune e  Joaquim Lobo / Moldávia- Oleg Tamovschi e  Serghei Tarnovschi/Uzbequistão- Gerasim Kochnev e Serik Mirbekov. Falta a dupla de Cuba  

Leia também