Presidente do Palmeiras se envolve em confusão em camarote

Presidente do Palmeiras se envolve em confusão em camarote

A tensão do duelo entre Palmeiras e Flamengo —cantado aos quatro ventos como final antecipada do Campeonato Brasileiro— ultrapassou as quatro linhas e gerou cenas lamentáveis nos camarotes da arena do clube na região oeste da capital paulista. Enquanto os clubes se enfrentaram dentro de campo, o presidente do Verdão, Paulo Nobre, se envolveu em uma confusão com convidados do camarote de um patrocinador localizado no quarto andar do estádio e reservado para diretoria alviverde.

Conforme relatos do Uol.Esporte e do GloboEsporte.com, o cartola se irritou com a presença de um torcedor do Flamengo no local e teria invadido o camarote acompanhado de mais dez guarda-costas. Em imagens divulgadas no Twitter, Nobre aparece gritando no corredor e sendo contido por um segurança. “É para tirar, sim”. gritou o dirigente.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.



No fim da partida, cartolas do Flamengo reclamaram que torcedores do Alviverde atiraram objetos no camarote reservado ao clube carioca. 

A Real Arenas, empresa criada pela WTorre para administrar a arena palmeirense, registrou um boletim de ocorrência contra Paulo Nobre.

Por determinação do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), a partida foi disputada com o setor gol norte da arena fechado e sem ingressos destinados à torcida visitante. A medida é uma punição pelos incidentes do jogo pelo primeiro turno entre Palmeiras e Flamengo.