A maldição de Ramsey

Blog da Redação

Kadafi, Steve Jobs, Osama Bin Laden e Whitney Houston têm uma ligação indireta e fúnebre com o meia galês do Arsenal, Aaron Ramsey. Toda vez que o jogador marca um gol, alguma pessoa famosa - seja político, empresário ou celebridade - morre. E isto ocorreu nas últimas quatro vezes que o galês balançou as redes.

As coincidências começaram no dia 2 de maio de 2011. Ramsey marcou para os Gunners e pouco tempo depois, Barack Obama anunciava a morte do terrorista mais procurado do mundo, Osama Bin Laden. Na derrota para o Tottenham, em 2 de outubro, o galês deixou o seu e três dias depois Steve Jobs, o guru da informática e inventor do Mac, faleceu nos Estados Unidos.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

No mesmo mês da morte de Jobs, Ramsey balançou as redes no confronto contra o Olympique de Marselha, na vitória do Arsenal pela Liga dos Campeões da Europa. A partida aconteceu em 20 de outubro, no dia seguinte o ditador líbio Muammar Kadafi foi encontrado e morto por tropas opositoras. Para finalizar a lista do 'matador' Ramsey, no último dia 11, o meia marcou contra o Sunderland, na vitória dos Gunners. Horas mais tarde, Whitney Houston foi encontrada falecida.

Ramsey continua no banco do Arsenal e toda vez que pisar em campo, os famosos irão tremer. Aproveitando a 'maldição' do galês, um canal chinês fez um vídeo satirizando a situação.

Leia também