Vôlei na neve pode ser uma novidade na Olimpíada de Inverno em 2026

bruna_dealtry
Blog do Radamés Lattari
Vôlei na neve pode ser uma novidade na Olimpíada de Inverno em 2026
Vôlei na neve pode ser uma novidade na Olimpíada de Inverno em 2026

Na vila olímpica dos Jogos Olímpicos de inverno, em Socchi na Rússia, participantes da Eslovênia improvisaram uma partida de vôlei no meio da rua, mas que poderia ter sido na neve. Isso porque a modalidade já é praticada no solo branco há alguns anos e é um sucesso em vários países da Europa.

Tudo começou como uma brincadeira entre amigos que aos pouco foi sendo levada a sério. Cansados do inverno rigoroso na Áustria, alguns praticantes do vôlei de praia decidiram arriscar o vôlei na neve, e a diversão virou coisa séria. Foi criado então, um Circuito Mundial de vôlei na neve em 2009 e hoje o calendário conta com quatro etapas divididas na Áustria, Suíça, Alemanha e Itália. Os organizadores sonham com a inclusão da modalidade nos Jogos Olímpicos de inverno a partir de 2026, e o vôlei na neve se tornaria o primeiro esporte com bolas no mega-evento.

O austríaco Martin Kaswurm teve a ideia inicial de montar o torneio durante as férias em uma cabana de esqui. Ele organizou uma estrutura no campeonato que atraiu um público de 1.000 pessoas, na maioria jovens, já que além dos jogos tinha banheira de hidromassagem e festas. Desde então, Martin é o responsável pelo torneio e já conta com patrocinadores fixos, premiação em dinheiro e hospedagem para os principais atletas. Martin não joga mais, mas sonha com o futuro do esporte.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"Na primeira edição em 2009 já percebemos que o vôlei na neve tem potencial. Muitas pessoas se interessaram em participar e virou um grande sucesso nos alpes. Quero que um dia o esporte possa fazer parte da Olimpíada de inverno", disse o organizador.

Cerca de 200 times vão participar neste ano a partir de março. Atletas de mais de 20 nacionalidades diferentes estão inscritos. No primeiro dia do campeonato, no sábado, acontece a fase classificatória. Qualquer pessoa pode participar, sendo duplas masculinas, femininas ou até mistas. Os oito times melhores classificados passam para a fase final no domingo.

Atletas profissionais do vôlei de praia também costumam atuar na competição. O medalhista de bronze olímpico, Martin Plavins, já jogou, assim como o suíço Benedikt Tschirky, que disputou o Circuito Mundial de categoria de base nas areias e hoje em dia se prepara especialmente para as partidas na neve.

"No começo era só por brincadeira. Um amigo me convidou para jogar e no primeiro ano fiquei em terceiro lugar. Antes, as duplas eram feitas através de um sorteio, só sabíamos quem seria o nosso parceiro na hora do torneio começar, era engraçado. Agora o vôlei na neve está ficando cada vez mais sério e profissional", disse Benny.

A diversão continua fazendo parte da proposta do torneio. Em 2010, a bola da grande final foi levada para a quadra central por um paraquedista que saltou de um helicóptero. Além disso, líderes de torcida animam a arquibancada que costuma estar sempre lotada. Será que o sucesso do vôlei na neve ainda vai alcançar o mundo?

Leia também