Ponto de Bola

Volta, Corinthians. Bi mundial

Ponto de Bola

Há 22 anos, no Morumbi, Neto e companhia (bem) limitada venciam o Brasileirão pela primeira vez. Iniciando o processo de (inter)nacionalização inexorável do Corinthians. Há quase 13 anos, o Maracanã e o mundo eram do Todo-Poderoso Timão. Ontem, e para sempre, o primeiro sul-americano bicampeão mundial (da Fifa) é o clube que há 102 anos nasceu no Bom Retiro paulistano. É a nação que é Corinthians. Que foi ao Japão e voltou (bi)campeã. Povo que pode bater no peito alvinegro e gritar que ninguém mais pode cochichar nada contra o que se conquistou no campo em um século de paixão.

A Libertadores demorou — mas veio invicta, como desde 1978 não se via na América do Sul. Se há como discutir a presença (e não a conquista) alvinegra em 2000, não há como colocar em dúvida a competência e a capacidade do campeão mundial de 2012. Superando o campeão africano na semifinal e o europeu na final duas vezes com a cabeça de Guerrero. Com a alma de guerreiros.

Um gol aos 23 minutos que clonou o gol que, há 35 anos, encerrou 22 de jejum. O do Pé de Anjo de Basílio. O da Cabeça de Louco de Paolo. A do pulmão e pés hábeis de Paulinho, autor do lance sensacional que deu no gol e no título, depois de oito segundos após o toque de letra. Camisa 8 como Basílio. Camisa alvinegra como os campeões do mundo do Brasil. Da camisa amarela como a de Cássio. O goleiro que defendeu aquela bola de Diego Souza na Libertadores. O monstro que defendeu cinco bolas (duas impressionantes) em Yokohama contra o time do melhor goleiro do mundo. Mas não do campeão mundial de 2012. Muralha que só errou um lance no gol bem anulado de Torres. Zaga que bobeou no fim e levou um chute na trave na última bola do jogo. Só para deixar mais corintiana a decisão. Só para dar mais sabor ao amor campeão.

Quem torce ama. Quem deixou o coração em Yokohama torceu mais que ninguém no mundo que é corintiano. Volta, Corinthians, agora para seu berço e para seu povo. Vai, Corinthians. A Terra do gol nascente é sua. Vem, Corinthians. Se você não foi o Brasil todo, todo o mundo cabe no Parque São Jorge.

Exibir comentários (9)
  • De olho no Furacão, Ventura tem dúvida no ataque, mas esboça titulares

    Quem falou que precisa fechar um treino para fazer mistério? O técnico do Botafogo, Jair Ventura, mostrou que não necessita disso na atividade que comandou na manhã desta quinta-feira, em General Severiano. Todos que acompanhavam o treino se animaram quando viram o comandante entregar os coletes de titulares aos atletas, pois era a oportunidade de […] Mais »

    Gazeta Press - 12 minutos atrás
  • Após medalha, Serginho rejeita comemorações e prefere tomar Itubaína

    Serginho entrou para a história do esporte brasileiro como maior medalhista olímpico em esportes coletivos do país. No entanto, as quatro congratulações, duas de prata e outras duas de ouro, parecem não ter tanto peso na vida do líbero. Segundo ele, servir de exemplo para alguém é muito mais gratificante do que qualquer símbolo por suas […] Mais »

    Gazeta Press - 19 minutos atrás
  • Com a cabeça no Palmeiras, Flu não se preocupa apenas com Gabriel Jesus

    O Fluminense segue se preparando para a partida contra o Palmeiras no próximo domingo, às 16h(de Brasília), no Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF), pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Uma das maiores preocupações de qualquer adversário do Verdão é encontrar uma fórmula para neutralizar o atacante Gabriel Jesus, artilheiro do Brasileirão e um dos […] Mais »

    Gazeta Press - 19 minutos atrás
  • Sevilla nega oferta do Barcelona por Mariano

    Sevilla nega oferta do Barcelona por Mariano

    José Castro, presidente do clube espanhol, garante que nenhuma oferta foi feita pelo brasileiro Mais »

    Goal.com - 19 minutos atrás
  • Após derrota na Sul-Americana, Flamengo quer força máxima na volta

    A decisão de poupar parte dos titulares na estreia na Copa Sul-Americana custou muito caro e o Flamengo acabou sendo derrotado por 4 a 2 pelo Figueirense. Agora, para avançar e manter vivo o sonho do título continental, o Rubro-Negro vai precisar fazer 2 a 0 ou 3 a 1 no choque de volta, previsto […] Mais »

    Gazeta Press - 29 minutos atrás