Reconhecimento justo ao Pelé do Nordeste

bruno_formiga
Blog #oNordesteMerece

Simão Teles Bacelar ficou conhecido no futebol apenas pelo diminutivo. O apelido Sima virou também sinônimo de gol. Muitos gols. Foram 530 em 21 anos de carreira - alguns pesquisadores apontam 550, todos em partidas oficiais. Contas à parte, o feito acabou gerando o rotulou 'Pelé do Nordeste', já que ninguém na região marcou mais vezes que ele como jogador profissional.

O piauiense integra a lista dos maiores goleadores do futebol brasileiro. Perde apenas para nomes como Pelé, Romário, Túlio, Zico, Roberto Dinamite, Cláudio Adão, Dadá Maravilha, Friedenreich e Pinga. Somente esse.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Nascido em Miguel Alves-PI, Sima é o maior nome do futebol piauiense. Tornou-se o grande artilheiro da história de três clubes: Piauí, Tiradentes e River. Foi campeão estadual dez vezes e o maior goleador do torneio também em dez oportunidades.

Passou ainda por Sport, Moto Club, Bahia, Flamengo-PI, Leônico-BA, Auto Esporte, Ferroviário e Sergipe. O sucesso não foi o mesmo. Mas a sacola de gols só foi aumentando.

Saiba mais:
Confira a lista atualizada dos artilheiros do Nordeste em 2014

Sima atuou entre as décadas de 1960 e 1980. É um mito no Piauí. Porém, pouco conhecido fora de lá. Uma injustiça corrigida em 2014. O nome do artilheiro batiza agora o prêmio que o Esporte Interativo Nordeste dará ao goleador máximo da região em cada temporada.

O 'Prêmio Sima' é um reconhecimento tardio. Mas merecido.

Leia também