Sobre Anderson Silva: a verdade no fundo da teia

Breno Massena
Nocaute
Anderson Silva e Chris Weidman farão "tour de imprensa" para promover UFC 168

Anderson Silva e Chris Weidman farão "tour de imprensa" para promover UFC 168

Anderson Silva e Chris Weidman farão "tour de imprensa" para promover UFC 168

29 de maio de 2013. Uma quarta-feira comum, com verdades, mentiras e dúvidas, até o meu telefone tocar.

Do outro lado da linha, o narrador do Esporte Interativo e amigo, Luiz Prota.

"Acabei de saber que o Anderson Silva quebrou a costela no mesmo lugar em que ele quebrou antes da luta contra o Chael Sonnen..."

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Eu, com uma reação natural, retruquei curioso, sem duvidar da verdade de um dos caras mais sérios que conheci no mundo da televisão:

"Como você soube? Não vi em lugar nenhum..."

A resposta veio. Ele tinha suas fontes. Assim como outros renomados jornalistas que fizeram pouco caso da notícia após a divulgação do artigo assinado pelo competente funcionário do Esporte Interativo.

O maior campeão da história do UFC estava machucado e, até então, ninguém sabia.

Mas e quando as pessoas tomaram conhecimento da lesão do brasileiro, o que aconteceu?

A resposta foi rápida.

Os fãs de MMA fizeram os seu papéis e confiaram na imagem do ídolo, que negou os fatos por meio de sua equipe. A imprensa bateu, buscou outras respostas e opinaram, de forma errada, contra o profissionalismo de um companheiro de profissão.

Todo o direito de averiguar e, caso consigam outras respostas, divulgar suas informações, mesmo que contrárias. O errado é tomar partido e esquecer que existe alguém tão bom quanto eles, mesmo em uma fonte de mídia diferente e, talvez, menor.

Mas existia a verdade no fundo da teia.

29 de setembro de 2013. Um domingo comum, com verdades, mentiras e dúvidas. Exatos quatro meses após a primeira conversa, meu telefone voltou a tocar.

"Breno, é você quem vai pra entrevista do Anderson no Copacana Palace (No evento de divulgação do UFC 168 no Rio de Janeiro, que contaria com a presença de Chris Weidman e Dana White, além do brasileiro) certo? Preciso que você faça uma pergunta por mim..."

A pergunta veio. E eu a fiz. Afinal, ele tinha suas fontes e amigos que confiavam nele. Assim como outros renomados jornalistas que fizeram pouco caso da notícia após a divulgação do artigo assinado pelo competente funcionário do Esporte Interativo.

A resposta voltou a ser rápida.

Sereno, o agora ex-campeão dos médios do UFC, Anderson Silva falou.

"Foi bom você ter tocado nesse assunto", inciou o Spider.

Justo.

Ele admitiu a lesão. E, com todos os méritos, mostrou humildade ao não atribuir esse fato a sua primeira derrota no Ultimate.

Atitude de campeão.

Poderia comentado da lesão ainda dentro do octógono, como fez na sofrida vitória contra Chael Sonnen na primeira luta entre os dois.

Mas não o fez.

Esperou, mesmo que sem saber, o autor da fonte, indiretamente, perguntar para ele.

Os deuses do MMA conspiraram à favor do jornalismo sério.

Erramos muito, acertamos em diversas oportunidades, mas nunca mentimos.

Parabéns ao Prota. E, no final das contas, percebemos que o jornalista não fez nada além que sua obrigação com a verdade e o lutador não fez nada além que a sua obrigação com a ética do esporte. Tudo certo, tudo em paz.

Ambos assumiram os riscos.

Vida que segue...

[Vídeo] Wanderlei Silva parte pra cima de Chael Sonnen em evento nos Estados Unidos
[Vídeo] Exclusivo: Glover Teixeira sobre Jon Jones: '3 ou 4 rounds para ganhar'
**Siga o meu twitter: @brenomassena

Veja a declaração do narrador durante o programa dominical Planeta Nocaute realizado no último domingo, 29/09.

Deixem seus comentários!

Leia também