Boletim Mundo Motor – Webber vira “matador de passarinho” e o adeus da Hispania

Gustavo Coelho
Mundo Motor
Pessoal, aquele pássaro ali é grande, não é? Está vindo para cá. Está perto. Está... cuidado!! (Foto: Getty Images)
Pessoal, aquele pássaro ali é grande, não é? Está vindo para cá. Está perto. Está... cuidado!! (Foto: Getty Images)

Siga-me no Twitter e receba as atualizações do blog Mundo Motor: @gustavo_coelho

Leia também no blog Mundo Motor
Top Mundo Motor — Os dez melhores pilotos da temporada 2012 da F-1
Boletim Mundo Motor — A inútil polêmica das bandeiras amarelas e Schumi de volta ao kart
Estatísticas para nerds da F-1 — Vettel é o 'campeão asiático' e Button vence Hamilton

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Matador de passarinho

Webber se meteu numa situação bizarra. Vamos explicar: todo ano, o piloto organiza uma corrida de aventura na Tasmânia, ilha que fica ao sul da Austrália. É um evento que une caminhada, ciclismo, escalada e tudo o mais em trilhas que entram por dentro de rios e florestas. Neste ano, um incidente curioso acabou marcando o evento.

Um dos helicópteros de apoio aos atletas deu um rasante desastrado sobre uma parte da floresta onde ficava uma colônia de passarinhos ameaçados de extinção. A turbulência do helicóptero jogou os ovos pelos ares em plena época de reprodução da espécie. Os ovos que não caíram do ninho parecem ter sido "fritados" pela temperatura do motor do helicóptero metros acima. Em resumo: os passarinhos podem ter perdido a ninhada quase inteira.

Ambientalistas australianos ficaram revoltados com Webber. Há menos de 9 mil passarinhos da tal espécie no mundo. A turma de Webber se apressou a pedir desculpas, mas o estrago pode ter sido considerável. Já vimos pilotos de Fórmula 1 serem acusados de muita coisa, mas "matador de passarinho" é realmente algo inédito. Rogério Skylab já tem para quem torcer na Fórmula 1.

Foi (nem tão) bom enquanto durou (Foto: Clive Mason / Getty Images)
Foi (nem tão) bom enquanto durou (Foto: Clive Mason / Getty Images)

Leia também no Yahoo Esporte Interativo:
HRT está fora da temporada 2013, segundo FIA
FIA divulga lista de pilotos da temporada 2013 da F1

Adiós

A Fórmula 1 terá mesmo uma equipe a menos em 2013. Já foi divulgada a lista oficial de inscritos para o ano que vem e nela não consta o nome da Hispania. Termina assim a breve e fracassada história da escuderia espanhola, mais uma entre tantas a naufragar no implacável mundo da Fórmula 1. Uma equipe que já estava em apuros antes mesmo de entrar na pista pela primeira vez — vale lembrar que no início ela se chamava Campos, mas teve de ser vendida e virou Hispania (ou HRT, para mim nunca ficou totalmente claro...) e só assim ela conseguiu fazer sua estreia em 2010.

Três anos depois, sem nenhum ponto marcado ou traço de evolução à vista, a Hispania levantou a bandeira branca. A equipe até que conseguiu um desempenho decente em algumas ocasiões e seu melhor resultado em 2010 e 2011 ficou acima dos rivais da Virgin. Só agora, em 2012, a Hispania caiu oficialmente para a lanterna — onde esteve de fato durante todo esse tempo. De la Rosa, Karthikeyan e companhia já foram instruídos a procurar um novo emprego no ano que vem. Na Hispania, ninguém vai ficar.

Portas fechadas. A história da Hispania termina aqui e a equipe não vai deixar lá tantas saudades.

Mais cinco anos

A Pirelli tomou gosto pela Fórmula 1. Disse que quer renovar seu contrato por mais cinco anos e permanecer na categoria pelo menos até 2018. O acordo atual termina no fim do ano que vem e precisa ser renovado. Se a fábrica italiana desse para trás, a Fórmula 1 ficaria em apuros para achar uma nova fornecedora de pneus em pouco tempo, mas parece que isso não vai acontecer.

Embora tenha chegado a reclamar dos custos algumas vezes nos últimos anos, a Pirelli parece bem contente com a Fórmula 1 no momento.

Vem ni mim, Fernandinho. Quero ver você conseguir me superar (Foto: Lluis Gene / AFP / Getty Images)
Vem ni mim, Fernandinho. Quero ver você conseguir me superar (Foto: Lluis Gene / AFP / Getty Images)

Leia também no Yahoo Esporte Interativo:
Red Bull nega ampliação do contrato de Vettel
Williams não comete 'suicídio financeiro' ao dispensar Senna, diz diretor

Provocada

Button é destemido. Não tem problema com desafios. Encarou a pedreira de ser companheiro do badalado Hamilton na McLaren e, em três anos juntos, somou mais pontos do que Lewis. Não há piloto na Fórmula 1 que Button tenha receio de enfrentar — nem mesmo Alonso. Numa entrevista essa semana, Button disse que gostaria de ter o espanhol como companheiro e que queria ser testado nessa situação. Deu até uma leve provocada: "Alonso teria de fazer por merecer seu salário".

Não dá para imaginar em breve Button na Ferrari e nem Alonso na McLaren. Pode parecer que Button soltou a frase só para fazer alguma graça — ele sabe que ser companheiro de Alonso não é algo realista, afinal de contas. Mas as palavras de Button parecem sinceras. Alguns pilotos — como o próprio Alonso — não gostam do confronto. Preferem ter as atenções voltadas para si. Button não. Ele assinou com a McLaren porque queria ser testado ao lado de Hamilton. Mesmo tendo somado mais pontos, não parece ter ficado satisfeito.

Ele quer mais. Quer provar que nenhum piloto do grid seria melhor do que ele. Button está numa fase altamente motivada e quem duvida que ele pode liderar a McLaren rumo ao título em 2013 pode quebrar a cara.

Sentiu falta do GP da Turquia? Não? Bem, de qualquer forma ele está perto de voltar (Foto: Boris Schlegelmilch / Getty Images)
Sentiu falta do GP da Turquia? Não? Bem, de qualquer forma ele está perto de voltar (Foto: Boris Schlegelmilch / Getty Images)

Leia também no Yahoo Esporte Interativo:
Turquia prestes a voltar ao calendário da F1
Maldonado dá conselho a jovens venezuelanos

Festa e calendário

A versão definitiva do calendário 2013 sai até sexta-feira. Delegados da FIA estão reunidos em Istambul, onde acontece no fim da semana a festa de premiação dos campeões da Fórmula 1 e das outras principais categorias do automobilismo internacional.

(Aliás, Kimi ficou desolado de saber que terminar em terceiro lugar no campeonato significa que ele precisa comparecer a esse evento de gala. Sério mesmo. Ele até deu entrevista dizendo que se não fosse campeão preferiria ficar em quarto lugar do que em segundo ou terceiro. Somente os três primeiros são obrigados a comparecer e Kimi terá de estar lá ao lado de Vettel e Alonso. A FIA estragou os planos do finlandês para o fim de semana).

Voltando ao assunto: antes da festa, os delegados precisam decidir sobre o calendário de 2013. É hora de tirar as dúvidas que faltam. O GP da Alemanha deve ficar em Nurburgring mesmo, mas o circuito ainda precisa provar que tem grana para bancar a corrida. Embora ainda haja muita vontade de promover a volta do GP da França, a possibilidade de isso acontecer já em 2013 é remota. O mais provável é que o GP da Turquia retorne e quem está trabalhando muito em favor disso é Bernie Ecclestone.

Seja como for, as especulações terminam em breve. Depois de sexta, o calendário estará fechado e ponto final.

Adeus, McLaren

Mais um clipe caprichado da BBC. Dessa vez, sobre a despedida de Hamilton da McLaren. Vale a pena assistir:

Leia também nos blogs do Yahoo Esporte Interativo:
Blog Planeta Cesta: Lista das camisas mais vendidas da NBA
Blog Entrando em Campo: Galo: prêmio ao 'melhor' time do campeonato
Blog do Vitor Sergio: Mundial de Clubes: Conheça o Al Ahly

Leia também