‘La Verde’ aposta na consistência da equipe para reviver o título da Copa das Confederações de 1999

otavio_rodrigues
Melhor Futebol do Mundo

14 anos depois, Torrado está de volta. É, galera. Muitos não devem conhecer ou lembrar, mas em 1999, com apenas 20 anos Torrado foi campeão da Copa das Confederações pelo México. O volante era reserva na época e não entrou em campo na grande decisão, mas viu a 'La Verde' bater o Brasil de Luxemburgo por 4 a 3 em sua casa, no Estádio Azteca. A Copa das Confederações será agora na casa do adversário, na casa do Brasil. O time base não tem mais os técnicos Rafa Marquez, Zepeda, Blanco, Palencia e o excêntrico Jorge Campos, mas atual 'El Tri' também têm grandes valores, principalmente do meio para frente.

O México caiu no 'Grupo da Morte', mas pode surpreender. A Itália, na minha opinião, é a favorita. O Brasil é o dono da parada, mas em campo não empolga. O Japão é o azarão, que também pode causar danos e avançar a segunda fase. Entretanto, com a última vitória sobre a Jamaica nas Eliminatórias da Copa, é provável que o México volte a ganhar confiança para produzir seu bom futebol. Os próximos jogos contra Panamá e Costa Rica serão essenciais. Caso o time vença, os jogadores chegarão embalados para a esperada Copa das Confederações e terá um ritmo de jogo muito mais forte que as outras seleções. Apesar de ter seis empates e apenas uma vitória em 2013, o México não perde desde agosto de 2012. Segura!

Os Destaques do time:

Guardado: Versátil, habilidoso e entrosado. O meia do Valencia, que tem menos participões pelo México do que os veteranos Salcido e Torrado, pode jogar como lateral esquerdo, meia de ligação e pela meia esquerda com competência. Canhoto de habilidade, que precisa ser vigiado de perto.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"Chicharito" Hernández: O que dizer de Chicharito? Com certeza ele não está entre os maiores goleadores da atualidade, mas é impressionante a sua capacidade de posicionamento e o seu instinto de artilheiro. Além de tudo, Javier Hernández é muito sortudo. Vamos lá! Não só isso. Chicharito é rápido, tem um bom controle de bola e, por isso, é um atacante de muita qualidade. Um reserva que não fica escondido na sombra de Wayne Rooney e Van Persie. Um titular que faz e acontece na seleção mexicana. São 32 gols em 48 jogos. Segura o Chicharito!

Aldo de Nigris: O camisa 9 do time terá a missão de botar a bola para dentro do gol. A capacidade de balançar a rede não chega ao nível do mítico cabeceador Borghetti. No entanto, o atacante vem correspondendo as expectativas desde a Copa Oro de 2011 e será o cara certo para assumir a responsabilidade de matador da equipe. Confira o último gol de Aldo de Nigris, que manteve viva as chances do México em ir a Copa do Mundo.

Outro destaque seria o goleiro Ochoa. Na minha opinião, muito mais técnico que o titular Corona. No entanto, não é a preferência do técnico Jose Manuel de la Torre. Além do arqueiro, o habilidoso Giovani dos Santos, que também não é titular, mas que realmente precisa contribuir mais para 'La Verde'. Outros dois poderiam ser citados, mas tecerei comentários após expor a lista do comandante dos sombreros.

Os Convocados para a Copa das Confederações:

Goleiros: Ochoa, Corona e Talavera
Defensores: Javier Rodríguez, Salcido, Diego Reyes, Meza, Moreno, Jorge Torres 'Nilo', Mier e Gerardo Flores.
Meias: Molina, Torrado, Barrera, Reyna, Aquino, Herrera, Zavala e Guardado
Atacantes: Aldo de Nigris, Giovani dos Santos, 'Chicharito' Hernández e Raúl Jimenez.

Meu time base (4-2-2-1-1): Ochoa, Meza, Maza, Reyes, Nilo, Salcido, Zavala, Guardado, Giovani dos Santos, Chicharito e De Nigris.

De la Torre (4-4-1-1): Corona, Meza, Rodriguez, Reyes, Salcido, Zavala, Torrado, Guardado, Barrera, Chicharito e Aldo de Nigris

Cadê o Vela?

Seria um absurdo não convocar o prodígio garoto das divisões de base do Arsenal e que hoje brilha na Real Sociedad. Nesta última temporada, Vela marcou 14 gols e deu 9 assistências no clube sensação do Campeonato Espanhol. A campanha brilhante da Sociedad garantiu ao clube basco uma vaga na fase de playoffs da Liga dos Campeões. Um feito e tanto, que tem uma pontinha do dedo (do pé) de Vela. E agora? Cadê o garoto que destruiu no Mundial Sub-17 pela 'La Verde'? A resposta é a seguinte: ainda no ano passado, o atacante recusou uma convocação por estar focado na Real Sociedad. Até aí tranquilo. No entanto, Vela voltou a recusar a chamada do técnico Jose Manuel de la Torre mais uma vez. E a negativa foi justamente na primeira partida para as Eliminatórias da Copa do Mundo de 2014. Desde então, o talento mexicano não figura mais na lista e, infelizmente, não jogará no Brasil.

E o herói do título olímpico? Por que não foi?

Assim como Vela, Oribe Peralta estaria na minha seleção mexicana. Para Jose Manuel de la Torre também. Entretanto, o atacante do Santos Laguna teve uma lesão no joelho direito que o cortou automaticamente da 'El Tri' para a Copa das Confederações. Uma pena. O Brasil não ia gostar nada de ver Peralta em campo.

Vale relembrar:

México 4x3 Brasil - Copa das Confederações 1999 - O primeiro título do México na competição.

O time do título (99): Jorge Campos, Suarez, Rafa Marquez, Villa, Ramirez, Pardo, Zepeda, Abundis, Carmona, Blanco, Palencia.
O Brasil derrotado: Dida, Flavio Conceição, Odvan, João Carlos, Serginho, Emerson, Vampeta, Beto, Ze Roberto, Alex, Ronaldinho. Téc: Luxa.

@ORodrigues17

Leia também