Filho de brasileiros, belga Andreas Pereira, do Manchester United, sonha em defender a Seleção Canarinho

A Bélgica é a 'bola da vez' do futebol mundial. Com jogadores jovens e talentosos que já são protagonistas nas principais equipes da Europa, o time já se garantiu na Copa do Mundo do ano que vem e chega ao Brasil com muita moral. Esse investimento em novos talentos virou a marca registrada dos 'Diabos Vermelhos' e as seleções de base do país já contam até com um tempero brasileiro.

Andreas Pereira é filho de brasileiros, mas nasceu na Bélgica e já jogou em três seleções de base do país. Entretanto, o meia do Manchester United não se deixa contagiar pelo atual momento dos europeus e não tem dúvidas sobre qual seleção quer defender. Pouco depois de jogar um amistoso contra o time principal do United e descolar uma assistência, o jovem de 17 anos cedeu uma entrevista que para o Esporte Interativo.

Por que você acha que as categorias de base da Bélgica tem ido tão bem nos últimos anos?

A federação trabalha muito bem com os jogadores jovens. O diferencial é que todo mundo é muito profissional. Em campo, o foco é muito na parte tática.

O time da Bélgica é muito forte, mas quem você considera o destaque individual?

O melhor para mim é o Witsel (meio-campo do Zenit). Ele é muito técnico e tem força. Ele é muito completo, o jogador mais completo da seleção da Bélgica.

O Rafinha (filho de tetracampeão Mazinho) nasceu na Itália e jogou nas categorias de base da Espanha, mas já disse que quer defender a seleção brasileira. Qual é a sua escolha: Bélgica ou Brasil?

Meu coração é brasileiro. Meu sonho é jogar na seleção brasileira. Joguei pela Bélgica na base mas não tem aquela emoção que eu imagino que seja jogar pelo Brasil. É diferente.

O Januzaj, que também joga nas categorias de base da Bélgica e é seu companheiro no Manchester, tem se mostrado incomodado com essa situação em que ele se encontra? (Entenda o caso)

Ele não comentada nada com a gente, mas sempre está bem tranquilo quando treina conosco. Ele nunca comentou com os outros jogadores sobre qual seleção vai denfender. É algo muito particular.

Se apresenta um pouco para o pessoal do Brasil. Quais são suas características? Como você joga?

Eu sou meia-atacante, estilo número 10. Gosto de driblar, fazer gols, dar assistências. Gosto muito de fazer gol de falta também. O que eu costumo comparar e gosto muito é do Kaká quando ele jogava no Milan, mais adiantado.

Tem alguém do time principal do Manchester em quem você se espelha?

Eu tento aprender um pouco de todos, porque todo mundo aqui é muito bom: Van Persie, Rooney, Anderson... Mas em particular tento aprender com o Giggs. É um cara que tem 40 anos e ainda está jogando bem.

Você torce para algum time aqui no Brasil?

É claro! Torço para o melhor time do Brasil: o Santos! Se um dia eu for jogar no Brasil eu quero jogar no Santos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos