São Paulo vai receber R$ 175 milhões da Under Armour

Blog do Jorge Nicola
Jorge Nicola
Jorge Nicola

O presidente são-paulino Carlos Miguel Aidar não mentiu quando prometeu ao Conselho Deliberativo que o clube assinaria o maior contrato de fornecimento de material esportivo do país. O acordo com a Under Armour, que passará a valer depois do Paulistão de 2015, renderá R$ 175 milhões em cinco temporadas.

Serão R$ 35 milhões por ano, igualando-se ao Flamengo, cuja parceira é a Adidas. O Corinthians contará com o terceiro melhor contrato por causa dos R$ 30 milhões que recebe anualmente da Nike.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Dos R$ 35 milhões acertados entre São Paulo e Under, cerca de R$ 26 milhões serão em dinheiro e outros R$ 9 milhões em material, ativações da marca e eventos.

O contrato com a Penalty, que será rescindido durante o estadual, rende R$ 15 milhões em dinheiro e outros R$ 8 milhões em material.

Além de pagar a multa pela rescisão do vínculo com a Penalty, a Under ainda adiantará R$ 35 milhões ao São Paulo em janeiro. O dinheiro será usado quase que em sua totalidade para reforçar o elenco. Aidar quer a todo custo um título para o Tricolor na próxima temporada.

Jogo de cena - Penalty e São Paulo já haviam concordado em rescindir o contrato em outubro. Na época, houve até entrevista para anunciar que a parceria estava garantida. Tratava-se de jogo de cena, para não afetar a venda das camisas neste ano.

Pivô da crise com a Penalty, Rogério Ceni terminou o ano usando chuteira da Under Armour (azul)

Leia também