Nova promessa de Wagner Ribeiro joga no Corinthians, vai ter salário a la Neymar e é ‘japonês’

image

Fabrício Oya com os troféus de campeão, artilheiro e melhor jogador de tradicional torneio sub-15 na Irlanda do Norte

Qual foi o último craque de olhos puxados que surgiu no Brasil? Se você não se lembrou de algum, guarde o nome de Fabrício Oya. O menino, de apenas 16 anos, que já ganha R$ 12 mil por mês do Corinthians, assinará nas próximas semanas um dos mais lucrativos contratos que um menor de idade já teve no país.

“Estamos negociando um vínculo nos moldes do que o Neymar tinha com o Santos aos 16 anos”, diz o empresário Wagner Ribeiro, que cuida da carreira dos dois.

O primeiro contrato profissional de Neymar valeu R$ 80 mil por mês. E Oya garantiu o direito de cobrar caro depois de receber propostas de Liverpool e Manchester United. O meia chamou atenção dos gigantes ingleses na Milk Cup sub-15, no ano passado. Além de ter sido eleito o melhor do tradicional torneio na Irlanda do Norte, ele ainda acabou como artilheiro, com sete gols em cinco jogos.

“Esse menino tem a dinâmica de jogo do Kaká, bate na bola como o Nelinho, dribla como o Neymar e tem uma inteligência absurda”, alega Ribeiro. Exageros à parte, o Corinthians iniciou há alguns dias as conversas com o empresário para garantir a permanência do candidato a craque por cinco anos. “O mundo inteiro quer levá-lo”, avisa o agente.

Oya nasceu em 23 de junho de junho de 1998, veste a camisa 10 e foi descoberto em uma escolinha de futebol do próprio Corinthians. “Ele tem cabeça boa, porque, apesar do assédio de Liverpool e Manchester, não se empolgou. Os clubes queriam levá-lo no ano passado mesmo”, conclui Ribeiro.