Um São Paulo ineficiente e derrotado assustou o Pacaembu

Contrapé - Yahoo Esportes

Um time previsível, sem aproximação dos setores, triangulações ou tabelas minimamente simples. Uma equipe com jogadores que não rendem faz bastante tempo e erram demais, mas têm a inexplicável confiança do técnico Bauza, casos mais evidentes de Bruno, Ganso, Lucão, Michel Bastos e Centurion. 

Um grupo de jogadores inseguros, ansiosos e que encontrou pela frente um The Strongest muito organizado para se defender e que poderia ter já aberto o placar no início da partida com uma bola na trave, mas o fez no segundo tempo em uma linda jogada ensaiada no Pacaembu.

Nesta quarta, na derrota para os bolivianos, primeira rodada da fase de grupos da Libertadores, o que se viu foi um belo resumo recente da histórica tricolor. O 0x1 deixa o time numa situação complicadíssima no grupo até porque obriga a equipe a fazer pontos importantes fora de casa, algo que apenas os fortes e organizados conseguem na Libertadores. 

Neste cenário todo, quem sofre realmente é o torcedor do São Paulo que, ano após ano desde 2011, tem visto elencos frágeis e caros sendo formados, com problemas defensivos evidentes e falta de talento ofensivo, não importa o técnico ou o dirigente que esteja no comando. Nesta temporada nada indica que será diferente, mas seus dirigentes e conselheiros vão seguir com pouca preocupação, afinal, os privilégios seguem cada vez maiores, como mostrou o jornalista Jorge Nicola no seu blog aqui no Yahoo.