Casca Grossa

Chuva de cotoveladas e chave americana: Jones finaliza Belfort e mantém cinturão no UFC 152

Fernando Zanchetta
Casca Grossa

Exibir galeria

.

Jones: cotovelos e mais cotovelos

Em um dos vídeos promocionais do UFC 152, Jon Jones afirmou: "qualquer oponente que levo para o solo começa a sangrar em cerca de 30 segundos". Pois bem. De forma profética, esta mais uma vez foi a realidade do combate do campeão meio-pesado contra Vitor Belfort, no sábado (22).

Com domínio pleno, o norte-americano castigou o brasileiro por mais de 15 minutos e o finalizou com uma americana (chave de braço) no quarto assalto. Após carimbar mais uma vitória na carreira, Jon Jones segue dominante na categoria e amplia ainda mais a mística como 'o cara a ser batido' no UFC.

**Siga o Blog no Twitter:@cascagrossablog
***CURTA o Casca-Grossa no Facebook!

Logo no começo, Jones agarrou as pernas e levou para baixo. Com habilidade, Belfort agarrou o braço e encaixou uma chave de braço quase perfeita. O norte-americano fez cara feia, mas aguentou firme e se desvencilhou na raça. Por cima, Jones usou cotoveladas - a arma mais letal -, para abrir o supercílio do brasileiro e seguir em vantagem.

Na parcial seguinte, Belfort sentiu o baque e voltou bastante intimidado. Jones colocou bons chutes frontais e baixos para se manter dominante. No desespero, o carioca levou para o chão, e novamente foi castigado com mais golpes afiados com o cotovelo.

Exibir galeria

.

Belfort: quase!

Plantado demais no octógono, o atleta carioca já era alvo fácil no terceiro round. Visivelmente cansado, sentiu um chute lateral no plexo e desabou. Jones seguiu com a chuva de cotoveladas e venceu mais um assalto sem correr grandes riscos. Em seguida, Belfort esboçou reação tímida nas trocas de golpes, mas foi levado (mais uma vez) ao solo e, exausto, acabou finalizado com uma americana (chave de braço).

"Nunca ninguém puxou meu braço tão forte. Pensei que ia quebrar, mas jamais bateria em desistência", disse Jones no fim da luta, referindo-se ao golpe recebido no primeiro assalto. "Belfort é um grande lutador. Foi grande honra vencê-lo", emendou.

Moscas - Após cinco rounds de muita velocidade, movimentação calculada e equilíbrio 'cirúrgico', Demetrious Johnson venceu o pedreira de plantão Joseph Benavidez na decisão dividida e cravou o nome na história como primeiro campeão peso mosca (até 56kg) do UFC.

Derrota - Charles Oliveira começou o combate contra Cub Swanson com boa movimentação. O norte-americano apostou nos golpes de carga desde o início, e logo a fórmula surtiu efeito. Swanson fintou um soco baixo e imediatamente reverteu o movimento para um overhand (cruzado mais aberto, que acerta de cima para baixo) que acertou em cheio o rosto do brasileiro. Charles ainda tentou se manter em pé, mas não conseguiu. Derrota por nocaute.

Eficiente - A luta entre Vinny Magalhães e Igor Prokrajac começou muito amarrada. O brasileiro levou o adversário ao solo e com isso descolou pequena vantagem. Na segunda parcial, a receita se repetiu. Vinny conseguiu a queda, tentou o triângulo, mas fez ótima transição de movimento e finalizou com chave de braço perfeita.

Exibir comentários (354)
Os sites do Yahoo Esportes e do Esporte Interativo agora estão separados. Por favor, escolha qual deseja acessar:
  • NBA faz 1º jogo da história na África para motivar esporte no continente

    Com grande importância mundial, a NBA costuma promover jogos, tanto oficiais quanto festivos, ao redor do globo para se aproximar dos fãs internacionais e expandir sua marca. Neste sábado, no entanto, a liga norte-americana de basquete, promoverá uma partida histórica na Ellis Park Arena, em Johanesburgo, na África do Sul, realizando seu primeiro evento no continente. ... Mais »

    Gazeta Press - 4 horas atrás
  • Wenger critica Mourinho, mas exalta clássico com o Chelsea na Supercopa

    Embora a temporada do futebol esteja apenas começando na Europa, o confronto deste domingo entre Arsenal e Chelsea, válido pela Supercopa da Inglaterra, não deve ser visto como “amistoso”. Pelo menos, essa é a opinião do técnico Arsène Wenger.“Vocês sabem que não será um amistoso. Simplesmente não é assim que funciona, é um clássico de Londres. E é bom que seja assim mesmo”, declarou o comandante do Arsenal.“Esse clima de rivalidade faz parte do esporte. Nós temos que aceitar que a primeira partida oficial da temporada seja tratada com tanta importância”, prosseguiu o francês. ... Mais »

    Gazeta Press - 4 horas atrás
  • Polêmico e veterano, Terry recebe elogios de Mourinho: "Fenomenal"

    Aos 34 anos, John Terry faz parte do seleto grupo de veteranos que ainda coleciona elogios dignos dos mais jovens. Nesta sexta-feira, o técnico José Mourinho não poupou comentários positivos sobre o zagueiro e capitão do Chelsea.“Quando voltei para o Chelsea, me perguntei como encontraria o John. ‘Que John vou encontrar? O que ele pode fazer? Pode melhorar? Ainda se parece com o John que conheci?’. E a resposta veio. Na última temporada, ele foi fenomenal. Fenomenal. Talvez tenha sido a sua melhor temporada”, exaltou o português em entrevista ao Espn FC da Inglaterra. ... Mais »

    Gazeta Press - 4 horas atrás
  • Cachorros invadem a pista e roubam a cena em treino livre da Stock Car

    Uma acontecimento inusitado roubou a cena nos treinos livres da Stock Car desta sexta-feira, em Curitiba. Durante a prática, um grupo de quatro cachorros invadiu e cruzou a pista justamente à frente de um pelotão de carros liderado por Júlio Campos, que depois do ocorrido revelou um contraste de sensações entre o susto do momento e o alívio por ter conseguido frear e evitar um acidente.“Eu vinha pela reta oposta e dei de cara com eles. ... Mais »

    Gazeta Press - 5 horas atrás
  • Paysandu empata com o Mogi Mirim e perde chance de liderar Série B do Brasileiro

    O Paysandu esbarrou na defesa do Mogi Mirim e na própria ansiedade e perdeu grande chance de assumir a liderança provisória do Campeonato Brasileiro da Série B. Mais »

    Estadão Conteúdo - 5 horas atrás