Brasil de Ouro

MUNDIAL DE JUDÔ: Rafaela Silva é o Brasil na semifinal!

Monique Danello
Brasil de Ouro

Exibir foto

.
Rafaela Silva vai em busca do ouro no Mundial

Rafaela Silva vai em busca do ouro no Mundial

No terceiro dia do Campeonato Mundial de Judô, no Rio de Janeiro, o Brasil contou com três representantes no tatame: Rafaela Silva, vice-campeã mundial em 2011, Ketleyn Quadros, bronze em Pequim e Bruno Mendonça. A meta da Confederação Brasileira de Judô é superar as cinco medalhas conquistadas no último Mundial, em Paris. Não importa a cor, o lance é ganhar medalha. Até agora já foram duas: o bronze de Sarah Menezes e a prata de Érika Miranda. Ninguém segura a mulherada!

BRUNO MENDONÇA: O brasileiro foi um dos primeiros a lutar, logo cedo, e acabou com o adversário em apenas um minuto. Diante de Felipe Caceres, Bruno Mendonça aplicou um ippon e mandou o chileno para casa. Na segunda luta a história foi bem parecida. Contra Terence Junior Kouamba (99°), do Gabão, o brasileiro venceu por ippon com pouco mais de um minuto de combate. A terceira luta, a princípio, não parecia complicada! Foi contra Aliaksei Ramanchyk, número 85 do mundo. Mas como o próprio Bruno Mendonça disse, "o ranking é relativo". Com um wazari e um yuko, foi a vez do adversário mandar Bruno Mendonça para casa mais cedo!

RAFAELA SILVA: Após conquistar a prata no Mundial de Paris, Rafaela Silva quer o ouro dentro de casa. Com fome de medalha, a brasileira, que saiu de stand by, venceu a norte-americana Hana Carmichael (42ª) por dois yukos, em uma luta amarrada mas tranquila. Diante da romena Loredana Ohai (24ª), a brasileira sofreu. Rafaela levou um yuko e perdia até os dez segundos finais, quando aplicou um wazari e acabou com as chances da adversária. Nas quartas, contra a atleta do Kosovo, Nora Gjakova (27ª), Rafa não deu mole e venceu com facilidade por ippon. Ippon neles! Na semifinal, Rafaela Silva enfrentará a atual líder do ranking mundial, a francesa Automme Pavia. Vai ter que segurar o coração!

KETLEYN QUADROS: A brasileira entrou para a história em 2008, ao se tornar a primeira brasileira a conquistar uma medalha olímpica em esportes individuais. No Mundial do Rio, ela queria entrar para história também. De stand by na primeira rodada, Ketleyn foi uma das últimas a entrar no tatame e pegou, logo de cara, a húngara Hedvig Karakas (18ª), que eliminou Rafaela Silva em Londres. Vitória tranquila, por um yuko! A próxima adversária foi a medalhista de bronze em Londres, a norte-americana Marti Malloy (10ª). Em uma luta complicada, a brasileira acabou eliminada, por dois yukos.

CURIOSIDADES DA PARTE DA MANHÃ:

- A torcida organizada do Japão, a mais animada do torneio, não apareceu no Maracanãzinho nesta quarta-feira. Tadinhos dos japoneses que lutaram hoje!
- Você já viu uma judoca chegar atrasada para a luta? Aconteceu hoje. A romena Corina Caprioriu teve que ficar esperando a búlgara Ivelina Ilieva. E não é que a atrasadinha ganhou?
- A húngara Hedvig Karakas persegue as brasileiras! Após a polêmica luta com Rafaela Silva, nos Jogos Olímpicos de Londres, quando a brasileira acabou eliminada por pegar na perna da adversária, Karakas foi a primeira oponente de Ketleyn Quadros no Mundial
- HOSPITAL: O judoca espanhol Kiyoshi Uematsu venceu sua primeira luta no mundial, mas no último segundo, ao ser jogado pelo adversário, bateu com a cabeça no tatame e foi direto para o hospital. O espanhol está fora do Mundial!

Exibir comentários (1)
Os sites do Yahoo Esportes e do Esporte Interativo agora estão separados. Por favor, escolha qual deseja acessar:
  • Indiciado pela Fifa, presidente da Traffic Sports é banido do futebol

    Dando sequência às investigações de corrupção que levaram à prisão de sete cartolas e empresários ligados à Fifa na quarta-feira, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos baniu provisoriamente o empresário Aaron Davidson de qualquer atividade relacionada ao futebol, em nível nacional e internacional. Mais »

    Gazeta Press - 17 minutos atrás
  • Corrupção faz Uefa se opor a Blatter e declarar apoio ao príncipe Ali

    Às vésperas das eleições presidenciais da Fifa, o escândalo de corrupção que culminou na prisão de dirigentes e empresários pode dar uma boa guinada no curso dos fatos. Favorito disparado à reeleição na disputa com o príncipe Ali Bin Al Hussein, Joseph Blatter perdeu apoio importante na manhã desta quinta-feira. O presidente da Uefa, Michel Platini, pediu o fim da corrupção e anunciou que a maioria dos associados da Federação Europeia retirou seu apoio à candidatura do suíço e vai votar a favor do jordaniano.  Mais »

    Gazeta Press - 28 minutos atrás
  • CBF tira nome de José Maria Marin de sede no Rio de Janeiro

    A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) retirou o nome de José Maria Marin da fachada de sua sede no Rio de Janeiro, nesta quinta-feira. Ele foi preso ao lado de outros seis dirigentes da Fifa como resultado de uma investigação do FBI sobre corrupção em acordos de marketing, venda de direitos de transmissão de eventos e na escolha de sedes da Copa do Mundo. Mais »

    Gazeta Press - 31 minutos atrás
  • Corinthians prioriza Vagner Love em busca por sucessor de Guerrero

    A crise financeira que o Corinthians enfrenta colaborou tanto com a saída do Paolo Guerrero quanto prejudica a busca por um substituto para o centroavante peruano. A solução mais simples seria aproveitar Vagner Love, momentaneamente afastado para aprimorar a sua forma física e condicionamento técnico. Mais »

    Gazeta Press - 32 minutos atrás
  • Após críticas, Uefa descarta boicote à eleição da Fifa

    Após ensaiar um boicote ao Congresso da Fifa, a Uefa confirmou nesta quinta-feira a participação no evento que realizará na sexta a eleição presidencial da entidade máxima do futebol mundial. Mais »

    Estadão Conteúdo - 32 minutos atrás