Língua nos dentes: Luxemburgo e a soberba do futebol brasileiro

Blog do Vitor Sergio

"Por que o Messi foi escolhido o melhor jogador do mundo se ele não jogou com o Flamengo, não jogou com o Corinthians, não jogou com o outro... Por que jogou com o Milan?"

Toda vez que uma frase dita por um personagem do esporte ela vai pintar aqui no Blog do Vitor Sergio neste quadro, o "Língua nos dentes". E coube a um dos maiores frasistas dos últimos anos no futebol do Brasil estrear essa seção por aqui. Vanderlei Luxemburgo disse a frase acima no Esporte Espetacular desde domingo. E embora o contexto tenha sido de reconhecer que o nível do futebol brasileiro está melhorando há cinco anos (e está), o que ele disse é completamente descabido em minha opinião.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O melhor do mundo sai da Europa porque é lá onde jogam os melhores jogadores do mundo. Os melhores brasileiros (exceção feita ao Neymar) estão lá. Argentinos, idem. Vale o mesmo para uruguaios, só para ficar nos três países sul-americanos que Luxa citou como os campeões da Copa do Mundo (fiquei com a impressão de que Luxa falou isso sem se lembrar que neste momento a Europa lidera com dez mundiais contra nove dos sul-americanos). Sem falar nesses três países, lá também estão os melhores colombianos, mexicanos, japoneses, africanos e de outras nacionalidades. Por isso é justo que o melhor do mundo saia de lá, duelando toda semana nos principais campeonatos do mundo e na Liga dos Campeões.

Foi assim que nas últimas duas décadas o mundo consagrou brasileiros como Romário, Ronaldo, Rivaldo, Ronaldinho Gaúcho e Kaká como melhores do mundo. E isso nunca foi questionado... E nos últimos três anos coroou Messi, de forma justa.

Frases como a de Luxemburgo e a de Muricy ("Guardiola precisa treinar um time do Brasil para se provar um grande técnico.") deixam claro que a soberba ainda tem muito espaço no futebol brasileiro. Não tem outra palavra, soberba. Parece que o acontecido no último Mundial de Clubes, no duelo Santos x Barcelona serviu para ensinar. Se no passado o futebol brasileiro sofreu com o "Complexo de Vira-Lata" criado por Nelson Rodrigues, atualmente patina em uma soberba cujo os resultados e o desempenho não justificam.

O que você achou? Espero seu comentário na caixinha! Vamos debater!

Leia também