• Cristian vai embolsar mais de R$ 9 milhões do Timão até dezembro (Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

    Corinthians e Cristian discutem desde o início da semana a possibilidade da rescisão do contrato de forma amigável. O volante, que não fez qualquer partida oficial em 2017, tem mais de R$ 9 milhões a receber até dezembro. A primeira oferta alvinegra é de liberação imediata e pagamento da dívida em 40 parcelas. Porém, em meio às conversas, surgiu o interesse da Ponte Preta.

    Depois de contratar Lucca e Yago por empréstimo, a Macaca sondou o Corinthians a respeito da hipótese de liberação gratuita de Cristian até dezembro, com ajuda no pagamento dos salários. E é aí que reside o maior problema: os campineiros querem pagar no máximo R$ 100 mil dos R$ 420 mil a que Cristian tem direito por mês.

    Cristian está treinando afastado do elenco do Corinthians desde 15 de março, conforme o Blog revelou com exclusividade. A decisão foi tomada após críticas do volante à diretoria. Além de dez meses por

    Leia mais »from Coluna: Cristian tem oferta de time paulista; Palmeiras lidera jogos na TV; números da venda de Lyanco; Santos; seleção...
  • Mina, Vitor Hugo e Roger Guedes estiveram na mira de Milan, Fiorentina e Zenit (Cesar Greco/Ag. Palmeiras)

    Virou tradição nos últimos anos: o campeão brasileiro sofre um desmanche graças a propostas de clubes do exterior. O Cruzeiro de 2014 e o Corinthians estão aí para provar. Já o Palmeiras correu esse risco depois de perder Gabriel Jesus para o Manchester City. Mas parou por aí graças à intervenção da diretoria, que recusou propostas neste ano por Mina (do Milan), Vitor Hugo (da Fiorentina) e Roger Guedes (do Zenit).

    O Palmeiras admite as ofertas, mas prefere não confirmar os clubes que se interessaram, a fim de evitar uma valorização ainda maior dos atletas. “Quanto menos se falar sobre o assunto, melhor. Se não, o jogador pede aumento”, diz, em tom de brincadeira, um diretor ouvido pelo Blog.

    Sondado por clubes da Alemanha e de Portugal, Vitor Hugo recebeu proposta oficial da Fiorentina. Os italianos topavam pagar até R$ 27 milhões, quatro vezes e meio e mais do que o Verdão

    Leia mais »from Palmeiras recusou propostas por Mina, Vitor Hugo e Roger Guedes em 2017
  • Foto: AP

    Muita gente ainda se pergunta como é que Alisson é tão incontestável pela Seleção Brasileira, por que ele vai tão bem desde a chegada de Tite ao comando do Brasil e como tudo isso acontece enquanto ele é a segunda opção para o gol da Roma. Se você por acaso não acompanha de perto o futebol italiano e tem estas dúvidas, bem, podemos resolvê-las rapidamente.

    Antes de mais nada: o Brasil só levou aquele gol do Uruguai em virtude de um erro grotesco de Marcelo no recuo de peito. Desesperado e sem tempo, Alisson precisou sair de forma emergencial e acabou cometendo um pênalti. Não se pode tratar o lance como um erro isolado do goleiro, mas sim como uma consequência da besteira do lateral, que aliás, ainda fez várias outras bobagens até o fim da goleada por 4-1 na última quinta-feira.

    Tudo bem, mas o tema central do texto não foi a atuação de ontem por parte de Alisson, e sim a explicação para a sua reserva na Roma. Bem, para começo de conversa, o ex-Internacional foi contratado ao

    Leia mais »from Por que Alisson ainda é reserva na Roma, mesmo brilhando na Seleção
  • Uruguaio fez 30 jogos e marcou gols desde seu retorno, em 2016 (Rubens Chiri/São Paulo)

    Um dos maiores ídolos do torcedor são-paulino, Lugano deve se despedir do clube em três meses. É que o contrato do uruguaio termina em 30 de junho e o presidente Leco tem afirmado para seus diretores que não tem a intenção de manter o zagueiro no Morumbi. Tanto que o São Paulo nem o procurou até agora para conversar sobre o assunto.

    Importante: todas as decisões desse tipo têm sido tomadas com a concordância de Rogério Ceni. Apesar de muito amigo de Lugano, o treinador entende que ele não tem o estilo de jogo que um zagueiro do seu time precisa. O curioso é que Lugano ainda não perdeu no ano, depois de cinco jogos.

    Leco e Rogério Ceni entendem que o custo-benefício do uruguaio de 36 anos é ruim. Ele ganha R$ 280 mil por mês e é reserva. A dupla de zaga tem sido formada por Rodrigo Caio e Maicon, enquanto Breno surge quase sempre como primeira opção para substituí-los.

    O São Paulo fechou nesta

    Leia mais »from A amigos, presidente do São Paulo revela que não vai renovar contrato de Lugano
  • Paulinho
    Paulinho comemora seu terceiro gol pela Seleção contra o Uruguai no Centenário. Foto: Pedro Martins/Mowa Press

    A sétima vitória seguida da Seleção Brasileira sob o comando de Tite mostrou, sobretudo, um time equilibrado. Tudo funcionou perfeitamente no 4 a 1 sobre o Uruguai, nesta quinta-feira. Aspectos físicos, táticos e técnicos apurados e, especialmente, inteligência emocional para superar a pressão de atuar fora de casa, saindo atrás no marcador, com estádio lotado em Montevidéu, diante de um adversário que tinha 100% de aproveitamento como mandante nas Eliminatórias.

    Os três gols de Paulinho (o primeiro, golaço) e o de Neymar (espetacular) retrataram um futebol em franco crescimento após a chegada de Tite. Mesmo com pouco treinamento, o Brasil é outra equipe na comparação com o que foi nos anos recentes, sob diversos comandos. Há movimentação e os setores da equipe jogam aproximados. A postura dos atletas é solidária e as triangulações, características marcantes. Raramente um

    Leia mais »from Brasil mostrou muita força e competência ao golear o Uruguai
  • Paulinho
    Paulinho comemora o seu terceiro gol diante do Uruguai. (AP Photo/Natacha Pisarenko)

    O erro de Marcelo, aos 10 minutos do primeiro tempo, não condizia com a calma apresentada pela Seleção início da partida em Montevidéu. De pênalti, Cavani abriu o placar e pela primeira vez na ‘era Tite’, o Brasil estava atrás no placar. Porém, com total controle e solidez em todas as áreas do campo, o time virou o jogo e chegou a 30 pontos na classificação das Eliminatórias para a Copa da Rússia. A vaga para a competição deverá ser confirmada diante do Paraguai, terça-feira (28), na Arena Corinthians.

    Os três gols de Paulinho e o de Neymar mostram como a Seleção caminha para chegar no próximo mundial como favorita a conquista. Lembra que no título comentamos que dois fatores foram essenciais para a vitória diante da Celeste? Vamos ao primeiro deles: controle.

    Brasil apresentou 53% de posse bola nos 90 minutos, mas grande parte desse tempo foi rodando a bola no campo ofensivo e buscando rápidas

    Leia mais »from Dois fatores deixaram a seleção de Tite com ‘um pé e meio’ na Copa da Rússia
  • Venda de Ganso para o Sevilla ajudou Tricolor a fechar com R$ 1 milhão no azul (Divulgação)

    Depois de dois anos com prejuízos pesados, o São Paulo registrou superávit na temporada de 2016. De acordo com Adilson Alves Martins, diretor financeiro do Tricolor, o lucro no ano passado ficou próximo de R$ 1 milhão. “Conseguimos reverter déficits enormes, de R$ 103 milhões em 2014 e R$ 70 milhões em 2015, com uma série de ajustes internos e com a política do presidente Leco”, explica Adilson.

    O superávit são-paulino tem muito a ver com a venda de jogadores: entraram R$ 80 milhões nos cofres do clube, R$ 56 milhões a mais do que o orçado. O Tricolor ainda conseguiu reduzir a dívida de R$ 247 milhões para R$ 142 milhões ao longo de 2016. “Economizamos aproximadamente R$ 20 milhões somente com os juros da dívida”, emenda o diretor financeiro.

    O balanço será apresentado ao Conselho Deliberativo no próximo mês. O Blog também apurou que a receita com o futebol, prevista para ser de R$ 303 milhões,

    Leia mais »from Coluna: Tricolor freia déficits seguidos e fecha 2016 no azul; bicho no Santos depende de vaga; Coxa descarta Guilherme...
  • Algumas tragédias deixam deixaram marcas eternas na história do esporte. Vamos relembrar alguns desses casos e como as equipes atingidas pelo infortúnio conseguiram se reerguer. Foto: AP

    Algumas tragédias deixam deixaram marcas eternas na história do esporte. Vamos relembrar alguns desses casos e como as equipes atingidas pelo infortúnio conseguiram se reerguer.

    Por Rodrigo Borges

    Chapecoense, 2016 – O avião que levava a equipe para a disputa da final da Copa Sul-Americana, caiu na Colômbia dia 28 de novembro e matou 19 jogadores, além de dirigentes e integrantes da comissão técnica. Reforçou a equipe com 24 jogadores, sendo nove emprestados e ainda nove promovidos da equipe de juniores que fez bom papel na Copa São Paulo de 2017. O teto salarial da equipe comandada por Vagner Mancini é de R$ 100 mil. Foto: Gazeta Press

    Lokomotiv Yaroslavl, 2011 – A equipe russa de hóquei no gelo perdeu seus jogadores no dia 7 de setembro, quando viajava para Belarus para a estreia na Liga Continental

    Leia mais »from Como foram as reconstruções dos times que perderam atletas em tragédias aéreas
  • Vinícius Júnior foi eleito o melhor jogador do Sul-Americano sub-17 (Arquivo pessoal)

    Apontado por muitos como a maior estrela do futebol brasileiro depois de Neymar e Gabriel Jesus, o atacante Vinícius Júnior é um velho sonho do Corinthians. O melhor jogador do Sul-Americano sub-17 teve propostas gigantes do Timão quando tinha 13 e 15 anos de idade. Nas duas oportunidades, preferiu permanecer em seu clube do coração.

    “A gente havia se encantado com o Vinícius Júnior quando ele tinha 13 anos. Já era um jogador completamente diferente”, relembra Fábio Barrozo, então gerente geral das categorias de base do Corinthians. Foi Alysson Marins, coordenador de captação alvinegro, quem se encantou com o atacante. “Fizemos uma oferta muito boa, completamente fora da realidade para um menino da idade, mas ele não aceitou.”

    Nascido e criado em uma favela do Rio de Janeiro, Vinícius Júnior nunca escondeu o amor pelo Flamengo. O fato de ter sua carreira agenciada pela Traffic também o ajudou a ficar

    Leia mais »from Corinthians tentou tirar estrela do Flamengo aos 13 e aos 15 anos de idade
  • Quizz

    TESTE