Blindar o vestiário, retomar a confiança da torcida e mais: veja os desafios de Dorival no Flamengo

Dorival Júnior soma duas passagens pelo Flamengo (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)


O Flamengo encaminhou a contratação de Dorival Júnior para o lugar de Paulo Sousa, que foi demitido do cargo de treinador, na última quinta-feira. Após a derrota para o RB Bragantino, a diretoria bateu o martelo pela troca de comando e se movimentou rapidamente no mercado para buscar um substituto. Dessa forma, a seguir, o LANCE! mostra os desafios que o novo técnico terá à frente do Rubro-Negro.

> Landim mantém técnicos cerca de seis meses no Fla; relembre

MELHORAR O FUTEBOL DO TIME
O primeiro ponto a ser destacado é justamente um dos mais óbvios. O Flamengo não mostrou evolução desde a chegada de Paulo Sousa, em janeiro deste ano. Inclusive, o time, que já vinha em baixa desde a derrota na final da Libertadores, ficou devendo um bom futebol até mesmo nas derrotas.

RETOMAR A CONFIANÇA DO TORCEDOR
Melhorar o futebol é importante também é importante para retomar a confiança da Nação, que se acostumou a ver um time dominante dentro de campo. Dessa forma, ao melhorar o desempenho dentro de campo, Dorival Júnior também dará passos importantes para que aconteça a retomada da sintonia dos jogadores com a torcida.

BLINDAR O VESTIÁRIO
Por falar em jogadores, este é mais um ponto que vale ser destacado. Isso porque os atletas ficaram expostos neste novo momento de crise dentro do Flamengo. Um exemplo claro foram as fortes declarações de erros individuais do time após a derrota para o Fortaleza.

AUXILIAR A DIRETORIA NA CHEGADA DE REFOÇORÇOS
Também vale lembrar que a segunda janela de transferências abre no dia 18 de julho. Portanto, Dorival Júnior, que estará no dia a dia do time profissional, terá papel essencial para auxiliar o departamento de futebol na chegada de reforços para a sequência da temporada.

RETOMAR A CONFIANÇA DE JOGADORES ESPECÍFICOS
Por fim, Dorival também terá que trabalhar a confiança individual de alguns jogadores que vem em baixa neste ano. São os casos de Bruno Henrique, Pedro, Willian Arão, por exemplo. Até aqui, nenhum deles passou perto de ter um desempenho parecido com o de 2021.

Além deles, também pode se citar Marinho, reforço do time para a temporada. O atacante, que custou R$ 6 milhões 456 mil aos cofres do Flamengo, ainda não fez jus ao investimento. O melhor jogador da Copa Libertadores 2019 marcou apenas um gol e deu duas assistências com a camisa do Rubro-Negro desde que chegou, em janeiro deste ano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos