Bia Maia destaca disciplina e administração do nervosismo na estreia do US Open

Elsa / AFP


Beatriz Haddad Maia estreou com uma grande vitória no US Open. Nesta segunda-feira, a brasileira, cabeça de chave 15 de competição, superou a croata Ana Konjuh, 118º do mundo, num duplo 6/0 e 1h de duração.

"Estou contente com a minha estreia, foi uma primeira rodada positiva. A Konjuh é uma jogadora muito agressiva e que, apesar do ranking dela de agora, é uma tenista difícil e que pode ganhar de grandes jogadoras", disse Bia.

"Eu sabia que precisava ter bastante humildade e disciplina hoje e também tentei administrar o frio na barriga, pois estava nervosa. Primeira rodada é um jogo difícil para todo mundo, mas consegui lidar bem com as minhas emoções e também fazer o que eu tinha combinado com o Rafa (Paciaroni, técnico). Estou bastante feliz com o trabalho que a gente vem fazendo", continuou a brasileira, contente com o trabalho em equipe.

Esta foi a primeira vitória de Bia na chave principal do US Open. Disputando o torneio pela quinta vez em sua carreira, é apenas a segunda participação da brasileira na chave principal do Grand Slam norte-americano.

"Estou feliz, foi uma boa estreia. Agora já estou de olho na minha próxima rodada. O meu próximo objetivo é sempre o meu próximo jogo. É ter paciência e jogar ponto a ponto, que acho que é o mais importante no tênis", finalizou.

Na próxima rodada, Bia enfrentará a canadense Bianca Andreescu. Atual 48ª do mundo, Andreescu foi campeã do US Open em 2019 e já ocupou a 4ª colocação do ranking. As tenistas se enfrentaram em apenas uma oportunidade no circuito, em 2016, com vitória de Bia.

Nas duplas, Bia e sua parceira, a cazaque Anna Danilina, conheceram as suas adversárias de estreia. As vice-campeãs do Australian Open são as cabeças de chave 8 da competição e enfrentarão Krunic/Linette na primeira rodada.