Bia Maia derruba ex-número 1, vai à final em Toronto e busca o top 15

National Bank Open


Beatriz Haddad Maia, número 24 do mundo, segue impossível no piso duro de Toronto, no Canadá. A brasileira alcançou, na noite deste sábado, a decisão do torneio WTA 1000 com mais de US$ 2,5 milhões de premiação.

A paulistana derrotou a tcheca Karolina Pliskova, 14ª colocada e ex-número 1 do ranking, por 2 sets a 0 com parciais de 6/4 7/6 (9/7) na quadra central.

Bia se torna a primeira brasileira na final de um torneio desse porte no feminino e segue disparando no ranking. Ela agora será a 16ª do mundo passando a própria Pliskova. E pode ir além caso conquiste neste domingo o troféu. Seria a 14ª colocada. Para tal precisa bater a romena Simona Halep, 15ª colocada, que passou de virada pela americana Jessica Pegula por 2/6 6/3 6/4. A decisão está marcada para 14h30 de Brasília.

O jogo

Após um primeiro game super longo a brasileira quebrou, abriu 2 a 0 e ficou confiante, marcando 5 a 1. Pliskova cresceu na partida, soltou o braço, encostou em 5 a 4, mas a paulistana confirmou e vibrou ao fechar por 6/4.

Pliskova manteve o alto nível do fim da parcial, saiu quebrando, abriu 3 a 0 e ia firme no serviço até a brasileira pressionar e igualar em 5 a 5 . Após longo game a brasileira levou ao tie-break. O desempate foi parelho, Bia perdeu um match-point com belo ponto da rival, salvou set-point com bom saque e boa primeira bola e fechou com dupla-falta da rival.