Ausência de Scarpa deve mudar estilo do Palmeiras na semi contra o Athletico

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Peças-chave para o técnico Abel Ferreira no Palmeiras, Danilo e Gustavo Scarpa estão suspensos e são desfalques contra o Athletico-PR, nesta terça-feira (30), às 21h30, na Arena da Baixada, pela ida da semifinal da Libertadores.

O volante muito provavelmente será substituído por Gabriel Menino, mas a vaga do meia-atacante, principal jogador do time na temporada, cria um dilema para o treinador, que deve mudar o estilo de jogo da equipe no primeiro jogo da eliminatória.

As três principais opções de Abel para o lugar deixado por Scarpa são Wesley, López e Bruno Tabata. Como cada um deles muda o esquema que o Palmeiras adotará para o duelo em Curitiba?

Quem larga na frente para começar jogando neste momento é Wesley. A Cria da Academia tem características diferentes das de Scarpa, mas manteria a estrutura do ataque, com Dudu na ponta oposta e Rony como referência.

A possível entrada de Wesley ou de López no time daria mais protagonismo a Raphael Veiga na armação das jogadas, já que, diferentemente de Scarpa, o atacante de 23 anos se destaca mais pela velocidade e no um contra um do que pela manutenção da posse de bola na criação e na qualidade de achar companheiros, enquanto o argentino atua como centroavante.

Se optar por López, aliás, Abel reestruturará o sistema ofensivo, tirando Rony da função de 9, onde tem se destacado muito nas últimas partidas e se entendido muito bem com Dudu, e o passando para a ponta. Centroavante de origem, Flaco mostrou seu potencial principalmente quando Rony esteve lesionado, mas hoje é reserva imediato do camisa 10.

Recém-chegado, Bruno Tabata corre por fora pela vaga de Scarpa, é verdade, mas é uma opção para Abel "espelhar" a função desempenhada pelo titular. O último reforço contratado pelo Verdão tem características de movimentação mais parecidas com a de um meia-atacante e pouco mexeria no estilo de jogo da equipe, em termos de funções em campo. O que pesa contra ele é o pouco tempo de clube para um jogo deste tamanho.

À exceção de quem será o substituto de Scarpa, o restante da escalação do Palmeiras não deve ter novidades, e Abel deve montar o time com: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez; Gabriel Menino, Zé Rafael e Raphael Veiga; Wesley (López), Rony e Dudu.

Na Libertadores, Scarpa ficará à disposição de Abel no jogo de volta da semifinal contra o Athletico-PR, marcado para 6 de setembro, no Allianz Parque. Já Danilo só poderá atuar novamente no torneio continental se o clube alviverde avançar à final, já que levou dois jogos de gancho pela expulsão diante do Atlético-MG, na fase anterior.

No Athletico, o técnico Luiz Felipe Scolari quer um desempenho heróico de seu time nesta seminfinal.

"Acho e entendo que será um jogo bem equilibrado. Conhecendo como conheço o Palmeiras, sua forma de trabalhar, seus conceitos através do Abel e do seu grupo, que são muito fortes, a gente vai ter que jogar muito bem para poder superá-los. Vão ter que ser heroicos os nossos dois jogos para podermos superá-los. É uma final. Respeitamos demais, mas entendemos que, jogando como jogamos e como estamos preparados para jogar, eles também vão respeitar a gente", disse, em coletiva de imprensa.

A equipe vem priorizando o desempenho em copas. Foi assim na Copa do Brasil, em que o Athletico foi eliminado pelo Flamengo na última quarta-feira (24) e essa é a mesma tendência no Brasileiro. O desempenho na competição de pontos corridos, porém, mantém o time no topo da tabela.

Nesta terça, um provável Athletico tem: Mycael, Renan, Juninho, Emersonn, Dourado, Derick, Leonardo, Kawan, Danielzinho, João e João Pedro.

Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Horário: 21h30 (de Brasília) desta terça-feira (30)

Árbitro: Roberto Tobar (CHI)

Transmissão: Sportv