ATP cancela torneios de 2022 na China devido a restrições da Covid

Fãs de máscara assistem a partida no Melbourne Park, na época com público limitado devido às restrições a Covid-19

Por Sudipto Ganguly

(Reuters) - O Masters de Xangai e três outros torneios masculinos de tênis que aconteceriam na China não serão realizados este ano por causa de restrições da Covid-19 no país, informou a Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) nesta quinta-feira.

A China sediou os Jogos Olímpicos de Inverno sob rigorosos protocolos de saúde em fevereiro, mas quase todos os outros eventos esportivos internacionais no país este ano foram cancelados ou adiados.

O presidente da ATP, Andrea Gaudenzi, disse à Reuters no mês passado que as perspectivas sobre a China em 2022 eram sombrias.

"Isso marca o terceiro ano de cancelamento de torneios da ATP na China, normalmente realizados em setembro e outubro e ocorridos pela última vez em 2019, antes da pandemia", disse a ATP.

Até 20 de julho, a China continental havia confirmado 228.180 casos de Covid-19 com sintomas desde o início da pandemia em dezembro de 2019.

Embora o número seja pequeno para os padrões globais, as autoridades na China estão aderindo a uma rigorosa política de Covid zero, enquanto outros países relaxaram suas regras e optaram por viver com o vírus.

O Aberto da França e Wimbledon foram realizados recentemente sem restrições de saúde, e era improvável que os jogadores concordassem em ir para a China se houvesse algum período de isolamento envolvido.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos