Atlético-GO vence o Red Bull Bragantino e respira na briga contra o Z4 do Brasileirão

Atlético-GO superou o Red Bull Bragantino em partida no Antônio Accioly, pela 21ª rodada do Brasileirão (Foto: Ari Ferreira/Red Bull Bragantino)


Em situações opostas no Campeonato Brasileiro, somente a vitória interessava a Atlético-GO e Red Bull Bragantino na noite deste sábado, pela 21ª rodada, no estádio Antônio Accioly, em Goiânia. E foram os donos da casa que levaram a melhor. Após um primeiro tempo sem gols, o Dragão mostrou força na etapa complementar ao marcar com Marlon Freitas e Churín, vendo ainda Luan Cândido descontar, mas era tarde, dando números finais em 2 a 1.

Com o resultado, o time goiano chegou aos 20 pontos, pulando para a 18ª colocação, enquanto o time de Bragança Paulista, por conta do revés, acabou estacionando na 8ª posição com seus 30 pontos.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

ATLÉTICO-GO TOMA INICIATIVA NO COMEÇO

Fazendo valer o mando de campo, a equipe do Atlético-GO tentou impor sua força desde os primeiros movimentos. Com isso, até meados dos 15 minutos, havia finalizado duas vezes, porém em ambas o goleiro Cleiton mostrou-se atento para evitar que o placar fosse aberto cedo demais.

Aos poucos o Massa Bruta foi conseguindo equilibrar as ações em campo. Sendo assim, até os 30 minutos jogados, conseguiu chegar algumas vezes em seu campo de ataque, até mesmo finalizando com Luan Cândido, mas a bola acabou desviada no meio do caminho.

RED BULL TENTA, MAS PARA NA TRAVE

Já na reta final de etapa, o time comandado por Maurício Barbieri passou a ditar o ritmo visando levar uma vantagem para os vestiários. Entretanto, em uma das melhores chances na partida até então, Jan Hurtado carimbou a trave do goleiro Renan, frustrando o camisa 17.

Na sequência, aproveitando o bom momento, foi a vez de Praxedes finalizar, mas outra vez o goleiro do Dragão mostrou que estava atento. Como uma última tentativa, Marlon Freitas, aos 45, dando a resposta ao rival, cabeceou com muito perigo vendo a bola passar muito próxima ao gol, para lamentação da torcida local.

GOIANOS ABREM BOA VANTAGEM

Com ambos os treinadores promovendo substituições no intervalo, quem se deu melhor foi Jorginho. Logo aos 6 minutos, em uma das primeiras descidas, Marlon Freitas, que já havia tentado marcar no jogo, finalmente viu a bola estufar as redes marcando um golaço ao chutar de longe.

O tento deu um certo alívio ao time do Atlético, e também aos torcedores presentes no Antônio Accioly. No entanto, os donos da casa não tiraram o pé do acelerador e, aos 14 minutos, Churín, que havia entrado no intervalo, apareceu na segunda trave para mandar de cabeça fazendo 2 a 0, com direito a muita comemoração.

PAULISTAS ESBOÇAM REAÇÃO, MAS SEM SUCESSO

Com um bom placar construído, os mandantes ficaram ainda mais confortáveis no jogo. Porém, aproveitando a queda de ritmo rival, o Red Bull foi atrás do prejuízo. Sendo assim, aos 40 minutos, Luan Cândido deu um ar de esperança aos visitantes, pegando a sobra para deixar o dele.

Embalado pelo gol, a equipe comandada por Barbieri lançou-se ao ataque nos momentos finais. Porém, mesmo apostando suas últimas fichas, esbarrou no forte sistema defensivo do Dragão, além de ver o adversário prender bola no ataque, segurando resultado até o apito final do árbitro.

FICHA TÉCNICA
Atlético-GO 2x1 Red Bull Bragantino


Data e horário: 06/08/2022 - 19h (de Brasília)
Local: Estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO)
Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (RJ) e Luanderson Lima dos Santos (BA)
VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)

Cartões amarelos: Peglow, 16'/2ºT; Natan, 46'/2ºT

Gols: Marlon Freitas, 6'/2ºT (1-0); Churín, 14'/2ºT (2-0); Luan Cândido, 40'/2ºT (2-1)

ATLÉTICO-GO: Renan; Dudu, Wanderson, Lucas Gazal e Jefferson (Edson Fernando, aos 29'/2ºT); Willian Maranhão (Arthur Henrique, aos 29'/2ºT), Marlon Freitas e Wellington Rato; Airton (Kelvin, aos 30'/2ºT), Ricardinho (Churín, no intervalo) e Peglow (Rhaldney, aos 20'/2ºT). (Técnico: Jorginho)

RED BULL BRAGANTINO: Cleiton; Aderlan, Léo Ortiz, Natan e Luan Cândido; Raul, Lucas Evangelista (Eric Ramires, aos 20'/2ºT) e Praxedes (Sorriso, no intervalo); Artur, Jan Hurtado (Hyoran, aos 22'/2ºT) e Helinho (Carlos Eduardo, aos 20'/2ºT). (Técnico: Maurício Barbieri)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos