Atlético-MG e Cruzeiro se solidarizam com Vini Jr, vítima de racismo na Espanha

Atlético-MG e Cruzeiro se solidarizaram com Vinícius Jr. (Foto: Helios de la Rubia / Real Madrid)


O Atlético-MG e o Cruzeiro se solidarizaram com Vinícius Jr, atacante brasileiro do Real Madrid que foi vítima de comentários racistas em um programa esportivo espanhol. Os clubes mineiros publicaram mensagens de apoio na campanha #BailaViniJr nas redes sociais.

- ✊🏾 O #Galo manifesta solidariedade ao atleta Vinícius Júnior, vítima de injúria racial em programa esportivo na Espanha. Reforçamos nossa posição de repúdio ao racismo no futebol e em todas as esferas da sociedade. Que prevaleça o respeito às diferenças e que Vinícius possa continuar demonstrando seu talento e irreverência nos campos de todo o mundo. - foi a mensagem do Galo para o atacante.

Vini Jr. foi atacado em um programa esportivo da TV espanhola em uma discussão sobre suas comemorações com danças. Pedro Bravo, presidente da Associação Espanhola de Empresários de Jogadores de Futebol, usou termos de cunho racista para se referir ao jogador.

- Tem que respeitar ao contrário, se quer dançar samba, vá fazer isso no Brasil. Aqui, tem que respeitar seus companheiros de profissão e deixar de fazer macaquice. - falou.

Em sua postagem, o Cruzeiro aderiu a campanha #BailaViniJr, e repudiou o racismo sofrido pelo jogador.

- Vini Jr. é um brasileiro bailarino da bola. Cruzeirense ou não, aqui a gente grita contra o racismo. Marque gols, vibre, corra para o abraço e dance. - expressou o clube celeste.

O tema do debate sobre as comemorações de Vini Jr. vieram a tona após o meio-campista Koke, do Atlético Madrid, dizer que haveria confusão caso o brasileiro dançasse após marcar um gol no clássico, que ocorrerá no próximo domingo (18), às 16h, pelo Campeonato Espanhol.

Após as declarações, Pedro Bravo pediu desculpas em suas redes sociais. Diversos jogadores, como Neymar, e clubes ao redor do mundo publicaram mensagens de apoio para Vinícius Jr.