Atlético-GO frustra estreia de Suárez e derrota Nacional (1-0) na ida das quartas da Sul-Americana

Com Luis Suárez em campo, o Nacional do Uruguai perdeu por 1 a 0 para o Atlético Goianiense, em Montevidéu, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana-2022.

'El Pistolero' só entrou no segundo tempo, aos 74 minutos, para o delírio da torcida, apesar de ter participado de apenas um treino com seus companheiros após seu retorno ao Uruguai no domingo.

Suárez não jogava oficialmente desde meados de maio quando jogou os últimos minutos de uma partida do Atlético de Madrid contra a Real Sociedad em San Sebastián.

Nesta terça ele não conseguiu reverter o resultado adverso de sua equipe, que sofreu o único gol do jogo ainda na primeira etapa.

Uma cabeçada de Luiz Fernando aos 23 minutos, em uma jogada isolada, frustrou a torcida em um Gran Parque Central lotado.

Suárez chegou a cobrar uma falta que acertou a barreira e tocou várias vezes na bola, como prêmio de consolação para os 30 mil torcedores que esgotaram os ingressos no estádio tricolor.

O Nacional teve méritos para empatar a partida, mas faltou pontaria e sorte. O time de Montevidéu terá que dar tudo de si no jogo de volta na próxima terça-feira em Goiânia, onde o ídolo uruguaio recém contratado deverá entrar em campo desde o início.

Quem vencer o confronto se classificará para as semifinais e enfrentará o vencedor do duelo  brasileiro entre São Paulo e Ceará.

--- Ficha técnica:

Estádio: Gran Parque Central (Montevidéu)

Árbitro: Eber Aquino (PAR)

Gol:

Atlético-GO: Luiz Fernando (23)

Cartões amarelos:

Nacional: Marichal (67)

Atlético-GO: Léo Pereira (30), Churín (42), Baralhas (45+2), Jorginho (76), Hayner (88)

Escalações:

Nacional: Sergio Rochet (cap) - Leandro Lozano (Leandro Otormín 86), Léo Coelho, Nicolas Marichal, Camilo Cándido - Yonathan Rodríguez (Juan Ignacio Ramírez Polero 86), Felipe Carballo, Alfonso Trezza (Brian Ocampo 64), Diego Zabala - Franco Fagundez (Luis Suárez 74), Emmanuel Gigliotti (José Luis Rodríguez 87). Técnico: Pablo Repetto.

Atlético-GO: Ronaldo (Renan 21) - Hayner, Wanderson Santos, Klaus, Arthur Henrique (Jefferson 78) - Gabriel Baralhas, Edson, Jorginho (Marlon Freitas 78), Léo Pereira (Wellington Rato 78), Luiz Fernando - Diego Churín (cap) (João Peglow 88). Técnico: Jorginho.

gv/gfe/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos