Astro da NFL é acusado de ejacular em massagista; atleta é investigado em 24 processos

Advogado de Deshaun Watson teria dito que "finais felizes são comuns" em sessões de massagem (Houston Texans)


O quarterback Deshaun Watson, astro da NFL, está sendo acusado de assédio sexual por 24 mulheres. Em seu ultimo processo protocolado nesta semana, o jogador é acusado de ejacular no rosto e nos seios de uma massagista. A informação foi publicada pelo "New York Post".

O jornal divulgou trechos do depoimento da massagista no processo. Segundo a mulher, o atleta se recusou a usar uma toalha grande, item comum em sessões de massagem. Watson teria solicitado apenas uma toalha pequena que cobrisse sua genital.

- Durante a massagem, o tom de Watson tornou-se agressivo enquanto ele repetidamente exigia que ela subisse cada vez mais na parte interna das coxas, fazendo com que a mão dela alcançasse seu escroto - disse a massagista.

Nesse momento, Deshaun Watson teria ficado excitado e completamente nu, constrangendo a massagista.

- Enquanto a autora tentava se concentrar em completar a massagem, em algum momento, Watson teve uma ereção, fazendo com que sua toalha caísse. Watson então começou a se masturbar. A depoente imediatamente interrompeu a massagem. Aparentemente respondendo ao olhar de choque no rosto da mulher, Watson disse: 'Relaxe. Não há problema em tocá-lo' - diz trecho do processo.

- Watson então se levantou e continuou se masturbando de forma mais agressiva. Ao fazer isso, Watson lhe perguntou: 'Onde você quer que eu coloque?' A essa altura, ela estava em completo choque, não conseguia falar e congelou. Watson ejaculou rapidamente; e parte do sêmen atingiu o peito e o rosto dela.

O processo ainda menciona uma entrevista do advogado que representa a uma rádio. Rusty Hardin teria dito que "finais felizes" não são ilegais em sessões de massagem.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos