Associados do São Paulo aprovam mudança de estatuto que possibilita reeleição de dirigentes

Os sócios do São Paulo votaram e aprovaram neste sábado (24) a proposta que permite mudanças no estatuto do clube e que incluí a possibilidade de reeleição de Julio Casares, presidente do Tricolor e de Olten Ayres de Abreu Júnior, presidente do Conselho Deliberativo.

No começo do mês, o Conselho Deliberativo do Tricolor aprovou a mudança no estatuto. A votação, no caso, contou com 157 conselheiros a favor e 68 contra. Também houveram duas abstenções. Apesar desta iniciada entre o Conselho ter sido virtual - como é o padrão após o início da pandemia do coronavírus -, a Assembleia Geral votou de forma presencial, nos ginásios I, II e III do clube, no Morumbi. A deste sábado (24) foi restrita apenas a sócios que tinham pelo menos dois anos de contribuição ininterrupta.

Conforme o que foi confirmado pelo LANCE!, a decisão contou com 1604 votantes, sendo 973 favor, 627 contra e 4 abstenções. Desta forma, Casares e Olten Ayres podem tentar se reeleger por mais três anos.

Adiantado pelo L!, este seria o primeiro passo para a medida retornar ao estatuto do Tricolor paulista. Sua saída foi promovida por Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, em 2017.

A principal justificativa para esses atos seria que a gestão está sendo positiva para 'reconstrução' que o São Paulo enfrenta - principalmente no quesito financeiro, uma vez que atravessa uma dívida estimada em mais de R$ 700 milhões.

A votação foi encerrada exatamente uma semana antes de um dos maiores desafios da equipe de Rogério Ceni no ano. O Tricolor enfrenta o Independiente Del Valle, em Córdoba, na Argentina, no dia primeiro de outubro. O jogo será válido pela decisão na final da Copa Sul-Americana.