Associação Nacional dos Árbitros vai propor a paralisação do Campeonato Brasileiro

Salmo Valentim, presidente da Anaf, explicou ao LANCE! os motivos da proposta (Foto: Williams Aguiar/Anaf)


Os bastidores da arbitragem estão fervendo nos últimos meses. Nesta segunda-feira, o ápice da crise: a publicação de comunicado que propõe a paralisação do Campeonato Brasileiro. A Anaf (Associação Nacional dos Árbitros de Futebol), via texto assinado por seu presidente, Salmo Valentim, disse que vai reunir os árbitros para discutir a greve. Em conversa com o LANCE!, o dirigente explicou os motivos da crise.

GALERIA
> Saiba quanto os clubes recebem dos patrocinadores máster

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

O cerne da insatisfação da Anaf é o corte no repasse do dinheiro dos patrocínios que estampam os uniformes dos árbitros. Segundo a entidade, foi uma ação do presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, com quem Salmo Valentim alega tentar contato há seis meses e não consegue. A Associação de Árbitros ainda faz algumas acusações como o "sucateamento" da arbitragem brasileira.

- Recebíamos R$ 30 mil mensais, dos R$ 10 milhões que a CBF recebe dos patrocinadores que expõem suas marcas nas camisas da arbitragem. Esse recurso era utilizado para a manutenção da entidade, que o utiliza em benefício dos árbitros aplicando seguro lesão, para quem se contundir, transporte terrestre, auxílio médico, jurídico… uma série de benefícios que teremos de cortar - relatou Salmo Valentim, em entrevista ao LANCE!.

- O repasse foi paralisado em março. Desde, então, o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, que fez a mesma coisa com o sindicato dos árbitros da Bahia quando era presidente da FBF, não mais nos atendeu - completou o presidente da entidade à reportagem.

O comunicado assinado por Salmo Valentim, que será reproduzido na íntegra no final desta reportagem, foi disparado pelas redes sociais e mais tarde foi confirmado pelo próprio mandatário em seu Twitter.

- Informo que iremos realizar uma assembleia e propor aos árbitros que PARALISEM O CAMPEONATO BRASILEIRO. A razão: o presidente da CBF cortou o repasse que a categoria tem direito oriundo dos milhões que a entidade recebe dos patrocínios que são expostos nos uniformes da arbitragem - diz o post de Salmo Valentim.

Ainda não há uma data para que a assembleia dos árbitros seja marcada. No entanto, isso deve acontecer em breve, pois as entidades de cada estado já estão sabendo da reunião para discutir a greve.

- Marcaremos a assembleia nos próximos dias. Já mandei comunicado para as entidades estaduais - afirmou Salmo ao LANCE!.

A reportagem buscou um posicionamento da CBF sobre o caso, mas até o fechamento da matéria ainda não havia recebido uma resposta. Assim que a Confederação Brasileira de Futebol se posicionar em relação ao assunto, incluiremos o texto na íntegra aqui.

Confira o comunicado da entidade propondo a paralisação:

"ANAF vai propor aos árbitros a PARALISAÇÃO DO CAMPEONATO BRASILEIRO!

Desde que tomou posse como presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues tem prestado um desserviço à categoria. Cortou o patrocínio que os árbitros recebiam oriundo da exposição de marcas em seus uniformes e busca a todo momento enfraquecer sua entidade classe, assim como fez quando era presidente da Federação Baiana de Futebol, com o sindicato local.

Diante desse panorama não resta outra alternativa: como representante eleito da categoria, irei me reunir com alguns árbitros da FIFA, e também da CBF, além de estar com presidentes de sindicatos em todo país que atuam em nosso segmento e nós iremos propor uma GREVE GERAL para que o presidente da CBF passe a entender que o respeito é uma condição essencial para que o árbitro possa realizar o seu trabalho com fidalguia no campo de jogo!

Estamos há seis meses tentando um contato, mas ele foge! Trata as pessoas com descaso e indiferença. Não tem postura para estar no cargo que exerce. E agora verá a força que a arbitragem brasileira possui. Se tornou presidente da CBF entrando pela porta dos fundos, criando desafetos políticos e prometendo coisas que deixou de cumprir. Por isso, até seguranças particulares teve que contratar, algo que ao longo da história não me recordo de ter ocorrido com um presidente da CBF.

Enquanto isso a arbitragem brasileira segue sucateada, sem investimentos eficazes que a possam colocar no patamar que ela merece. Por isso, vou me empenhar para que possamos, juntos, PARALISAR O CAMPEONATO BRASILEIRO em protesto ao presidente que quer acabar com a categoria no Brasil.

Se puder dar publicidade, agradeço!

Salmo Valentim
Presidente da ANAF"

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos