Argentina supera a Itália e vence a Finalíssima

Jogadores da Argentina comemoram com troféu vitória contra a Itália

Por Martyn Herman

LONDRES (Reuters) - A Argentina marcou o retorno do confronto entre campeões da Copa América e da Eurocopa em grande estilo ao vencer um confronto entre pesos pesados contra a Itália por 3 x 0 em Wembley, nesta quarta-feira, batizado de Finalíssima.

Gols no primeiro tempo de Lautaro Martínez e Angeles Di María colocaram os campeões sul-americanos no controle contra um time da Itália que retornou a Wembley 11 meses depois de vencer a Inglaterra para ganhar a Eurocopa de 2020 --adiada por causa da pandemia.

Com milhares de seus torcedores entre o público de 87.000 pessoas determinados a transformarem o noroeste de Londres em Buenos Aires, a equipe Argentina com Lionel Messi foi simplesmente rápida e lisa demais para os italianos.

Martínez completou um cruzamento rasteiro de Messi aos 28 minutos à queima-roupa para recompensar o domínio da Argentina no começo da partida.

Depois, o jogador da Internazionale deu o passe para Di María dobrar a vantagem, quase no intervalo, e levar os torcedores sul-americanos à loucura.

O reserva Paulo Dybala sublinhou a superioridade da Argentina com um chute rasteiro nos acréscimos do segundo tempo.

A Finalíssima retoma a Copa dos Campeões Conmebol-Uefa que havia sido realizada apenas duas vezes, em 1985 e 1993.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos